Lucas Limberti - Livro Ritmia: O Ritmo da Vida - Entrevista

Lucas Limberti - Livro Ritmia: O Ritmo da Vida - Entrevista

 

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

O escritor Lucas Limberti, começou em junho uma campanha de financiamento coletivo online para a publicação do livro Ritmia: O Ritmo da Vida. A obra traz poemas em estado de música, divididos em Lado B e Lado A. O livro já foi lançado na Croácia e divulgado na Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas deste ano. Segundo o autor, o livro surgiu durante um trabalho fotográfico de uma banda que ele fazia parte como ator e se apresentava no tradicional bairro boêmio de São Paulo, a Vila Madalena. “Percebi que todos temos os ensaios e o show na nossa vida, estruturando o lado B e o A”, disse. Para ele, o leitor vai sentir a sonoridade da obra. “Durante a leitura, você vai refletir qual é o ritmo de sua própria vida”, afirma.

Lucas Limberti é graduado e licenciado em Letras pela USP - Universidade de São Paulo com habilitação em língua e literatura italiana. Fez especialização na UNISTRA – Università per Stranieri de Siena na Itália e cursou jornalismo na UMESP – Universidade Metodista de São Paulo. É autor dos livros: “Ritmia – O ritmo da vida” (Decápole, 2015), “Entre aspas” (Hexag editora, 2015) e “Ventania do Infinito” (Sundermann, 2012).

Além de professor é escritor e ator. Organiza Saraus, participa de grupos teatrais e dá palestras e oficinas sobre o fazer poético, argumentação e uso da língua.

 

Boa Leitura!

 

Divulga Escritor - Escritor Lucas Limberti, é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, primeiramente parabéns pelo lançamento do seu livro “Ritmia – O Ritmo da Vida”, conte-nos em que momento iniciou a escrita do livro?

Lucas Limberti - Ritmia – o ritmo da vida surge de um convite para organizar e criar poemas em forma de legenda para o trabalho de conclusão de graduação da fotógrafa e amiga Isabela Nabuco no ano de 2008. As fotografias tinham como objeto de apreciação o “Projeto Vinagrete”, uma banda de grandes amigos que tive o prazer de participar como ator com inserções cênicas e principalmente poéticas. Noites de música, teatro e poesia no tradicional bairro boêmio e cultural de São Paulo, a Vila Madalena. E como afirma meu amigo, cantor e compositor Uribe Teófilo, sempre me corrigindo quando uso o verbo no pretérito “fiz” parte do Projeto Vinagrete, me colocando a par, me convocando para abrir os shows com minha poesia e me presenteando com o convite para escrever a apresentação de seu disco recém-lançado. A junção da palavra poética ao universo musical foi consequência de uma experiência visceral de convívio com a arte e a necessidade de verter essas ideias que no final das contas revelam o ritmo da vida de todos nós, oras mais sérias como “formiga” (Lado B) e oras mais entusiasmada com “cigarra” (Lado A). Neste sentido, a música e a poesia são gêneros diferentes, mas quando entrelaçados desfilam completude e sentido para a vida.

 

Divulga Escritor - Que temas estão sendo abordados?

Lucas Limberti - Unir o reino das palavras ao universo da melodia foi, sem dúvida, a junção de grandes amores: a Literatura, em sua expressão poética, e a Música, com sua atmosfera rítmica e melódica. O percurso de Ritmia une estes fundamentais tentáculos artísticos, a música e a poesia, que somadas ao teatro concebem minhas paixões maiores. O subtítulo, O ritmo da vida, vai se apresentar em dois momentos equilibrados. De início, temos a seriedade do vir a ser, enquanto a artista está no Ensaio (chamado de Lado B); nele, a seriedade, abdicação e dedicação são fundamentais e se constituem como caminho. Da metade para o final, se esta for a lógica adotada pelo leitor, surgirá o Show (chamado de Lado A), em que toda a seriedade da preparação ganha contornos de desfile e de palco. São dois momentos que, embora diferentes, são frequentes na vida do artista. Os versos decifram-nos ao público que não está acostumado ao fazer artístico e regala chaves que autorizam um mergulho nestes dois momentos fundamentais na vida do artista, seja ele poeta, músico, ator etc.

 

Divulga Escritor - Qual a mensagem que você quer transmitir ao leitor através do enredo que compõe a obra?

Lucas Limberti - Toda a apresentação pressupões ensaio. Toda respiração pressupões expiração. Se nasce para se poder morrer. Se caminha para chegar. Canta-se para encantar. Poesia para se compor e Música para amar.

Ritmia – O ritmo da vida é a poesia que pulsa do encontro do verbo com seu desfile sonoro. É a ideia de que, desde o primeiro segundo de vida, pulsa no peito o ritmo do coração, ora acelerado, ora lento, como o ensaio e o show, opostos necessários para o equilíbrio do homem que se descobre a cada tom de existência em poesia e canção. Como afirma o esccritor Paul Verlaine sobre o fazer poético: “Música, acima de tudo”.

 

Divulga Escritor - O que o motivou a utilizar do financiamento coletivo para publicação de “Ritmia – O Ritmo da Vida”?

Lucas Limberti - O fazer coletivo sempre foi uma causa em minha vida, como diria Carlos Drummond de Andrade em seu poema “Mãos dadas” da obra “Sentimento do mundo”, “O presente é tão grande, não nos afastemos / Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas”.

O crowdfunding é uma plataforma de financiamento coletivo relativamente novo no mercado editorial brasileiro, e a aposta nesse modelo foi de aproximar minha obra dos meus leitores e também para mensurar, de alguma maneira, o patamar que se encontra minha carreira como escritor no que diz respeito a essa venda rápida que o meio da web dispõe.

O escritor que não considerar a internet como um meio fundamental de aproximar o leitor de sua obra está fadado a conquistar menos corações com suas palavras.

A resposta tem sido muito positiva, com dez dias de campanha já batemos 40% da meta mínima e o céu é o limite para essa campanha que além de tudo tenta retomar o valor que a poesia e os poetas devem ter em nossa sociedade tão afastada da leitura e da literatura.

 

Divulga Escritor - De que forma o leitor pode ajudar com a publicação do livro?

Lucas Limberti - O leitor poderá participar do livro que está sendo concebido em crowdfunding, ou seja, um financiamento coletivo. Além de comprar o livro nesta pré-venda, o leitor pode optar pelo e-book ou completar o pacote de recompensas com o disco do renomado clarinetista Alexandre Ribeiro; uma palestra ou oficina sobre o fazer poético que já venho ministrando em Escolas, Universidades e Instituições corporativas, bem como autógrafos, dedicatórias e etc.

Visite o site, conheça o projeto e participe: www.bookstart.com.br/ritmia

 

Divulga Escritor - Por que comprar “Ritmia – O Ritmo da Vida”?

Lucas Limberti - Este livro é um estandarte musical de liberdade. Um grito gostoso de se ouvir e de se ler. Um alarido que se faz doce, sério e fortuito tocado em ritmo de seriedade e extravaso, pois a lírica é o ritmo de nossa vida, por maior que seja a ausência de consciência do mesmo. A procura deste ritmo se faz incessante e infinita. Portanto, ritmo, poesia e reflexão são essencialidades do verbo, do verso e da vida.

A mágica deste livro se dá antes mesmo de sua existência carnal, pois apresentei Ritmia durante uma palestra sobre o ensino de Literatura no Brasil, em italiano, na cidade de Pula, na Croácia. Na mesma semana que lancei no Brasil durante a Flipoços, Feira de Livros de Poços de Caldas em Minas Gerais. Daí em diante, os deuses da Literatura estão se incumbindo de fazer esta obra cumprir seu papel de retomar o papel da poesia nos tempos do hoje.

Do ensaio no Lado B, para o show no Lado A, um conjunto de versos que vão da seriedade da preparação musical, poética e artística, para a explosão insana do palco cumprindo um caminho inevitável na vida do artista, do músico, do poeta e, claro, do próprio homem.

 

Divulga Escritor - A quem você indica a leitura da obra?

Lucas Limberti - Os versos decifram ao público que não está acostumado ao fazer artístico um mundo novo de rimas, ritmos, metáforas e sons numa lógica de realidade que faz todo o sentido para a vida de todos os homens que se encantam com poemas que falam desde ritmos como tango, samba, rock, ou mesmo o ritmo de um garoto jogando futebol, alguém cozinhando, tocando uma cuíca ou se declarando amorosamente para alguém. Os poemas regalam chaves que autorizam um mergulho em momentos fundamentais na vida do artista, do poeta, do músico, do ator, etc. que são o ensaio e o show.

Já para o artista a identificação será inevitável, as sensações poetizadas são fruto de uma vida em busca da arte, com caminhos, partidas e muitos pontos de chegada futuros.

 

Divulga Escritor - Você irá ministrar palestras sobre o livro, pode nos contar um pouco sobre objetivos das palestras?

Lucas Limberti - A palestra contribui com a ideia de levar a poesia e o fazer poético ao maior número de pessoas, com a crença de que a poesia, a Literatura e arte são essenciais para resolver os problemas do mundo. É um ato quase religioso de minha parte nesse sentido de transformação social por intermédio da reflexão e da poesia.

Mergulhar no universo da arte literária e principalmente da poesia faz deste encontro algo especial, em um bate papo que vai desmistificando alguns conceitos e criando outros sobre o que é ser poeta. Com o subtítulo “Uma visita à fábrica psíquica que encanta e mente” os participantes descobrem os mecanismos que fazem da poesia algo vital e ao alcance. Além disso, desvendam os segredos do mercado editorial e o caminho das pedras para quem quer se tornar poeta, escrever e publicar um livro.

Um sarau ao final do encontro e o desafio a se escrever um poema fazem desse encontro um momento inesquecível na vida dos participantes.

 

Divulga Escritor - Como você vê “Ritmia – O Ritmo da Vida” dentro do mercado literário brasileiro?

Lucas Limberti - Essa pergunta revela um tom que sempre torna o fazer poético discutível frente aos ardis de seu justo escoamento. O mercado é fruto de uma sociedade consumista, cheia de modismos e pensamentos rasos no que diz respeito a reflexão. Portanto, a resposta se dá com uma pergunta intrigante: Quem são os poetas contemporâneos? Faça uma lista dos dez poetas vivos que conhece e a dificuldade será imensa, não porque as pessoas não gostam de poesia, mas porque ela perdeu seu valor nos dias de hoje. Nesse sentido, Ritmia – O ritmo da vida passa figurar uma lista dos pouquíssimos livros de Poesia na Literatura Brasileira publicado no presente ano e que, mais do que isso, inserido numa realidade de militância frente a aproximação do público por intermédio do financiamento coletivo (crowdfunding).

Essa missão, passa a ser um mote existencial, um front de batalha cujas balas são pétalas de rosas e ritmos em forma de versos

 

Divulga Escritor - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Lucas Limberti. Agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Lucas Limberti - A Literatura é mais do que um emprego, um ofício ou uma militância, é uma entrega por completo, uma religião que acalma os dias por meio de palavras que escorrem dos dedos carregadas de fé, afeto, gritos, acalentos e revoluções. É um limar dos dias que busca bem viver em ritmo de esperança.

E Ritmia – O ritmo da vida é a resistência da poesia e da literatura contemporânea frente a um “mundo caduco”, como tantas vezes proferiu Drummond, mais uma vez citado. É a Literatura, que vê na expressão artística da poesia a força transformadora dos males do mundo. É o ritmo que encanta e enche os corações de esperança do homem em busca de si mesmo. Neste sentido o poeta extrapola a seu aspecto humano e se coloca como um ser dotado de mágicas feituras e só quem descobre este segredo é capaz de transformar seu próprio mundo, obviamente para melhor.

 

Divulgação Divulga Escritor - Maior rede de Assessoria Literária da Lusofonia.

Site: http://www.divulgaescritor.com/

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor