Madame Ametista

Madame Ametista

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Damaris Freitas Cavalcante nasceu em Recife, começou sua carreira profissional literária aos 18 anos de idade com sua primeira antologia em 2009. Hoje já tem 4 antologias publicadas e este ano publicou seu primeiro livro solo. Já participou da Sexta e Sétima Edições da Recitata do Festival Recifense de Literatura em 2011 e 2012. É membro da Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda, já teve participações especiais em eventos como a Segunda Mostra de Propaganda, o evento do Dia Mundial da Água e o evento Jaboatão Cultural todos realizados na Faculdade Guararapes entre fevereiro de 2012 e junho de 2013. Fez um comercial especificamente para divulgar e vender o seu livro solo. Criou sua Fan Page Iniciativa Cultural e completou 4 anos de carreira no dia 9 de julho de 2013.

“A Literatura precisa ser levada a sério, os autores não podem desistir diante das dificuldades, se as editoras não dão tanto apoio como os autores realmente precisam, sigam o meu exemplo, eu não desisti, publiquei o meu livro sem editora, num formato independente, fui competente e agora estou colhendo os meus frutos e meus lucros com a literatura.”

 

Boa Leitura!


 

SMC - Escritora Damaris Freitas Cavalcante, para nós é um prazer tê-la conosco no projeto Divulga Escritor, você hoje usa como nome artístico Madame Ametista, como foi a escolha deste nome?

Madame Ametista - Shirley eu agradeço imensamente a Deus e ao Projeto Divulga Escritor pela oportunidade. Depois que completei 4 anos de carreira no dia 09/07/2013, essa já é a segunda entrevista em que participo. Respondendo à sua pergunta: Eu compus um poema que fala sobre mim chamado Auto Linguagem, esse poema está publicado na minha quarta Antologia - X Antologia da Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda, onde sou membro - o último verso do poema fala que eu sou uma ametista, ou seja, um pedra preciosa, então depois que recitei esse poema na Sexta Recitata do Festival Recifense de Literatura, começaram a me chamar de Ametista, então criei o meu nome artístico = Madame Ametista.

 

SMC - O que a motivou a escrever?

Madame Ametista - O meu precioso talento me motivou a escrever. Nunca pensei em desistir do meu talento. A literatura é o meu negócio e em 4 anos de carreira profissional literária, eu já tenho 4 Antologias e 1 livro solo publicados. E graças a Deus tenho vendido bastante o meu livro solo e ele tem sido muito bem aceito!

 

SMC - Quais são as suas referências literárias? Por que eles se tornaram uma referência para você?

Madame Ametista - Uma das minhas referências literárias que já faleceram é Cecília Meirelles, uma referência que ainda vive é Ariano Suassuna, pois marcaram a história da literatura; por causa da simplicidade que utilizavam em suas obras e por causa da proximidade com a realidade encontrada em seus escritos que proporcionam uma beleza natural às suas artes.

 

SMC - Qual o público que você pretende atingir com o seu trabalho? Que mensagem você quer transmitir para as pessoas?

Madame Ametista - O meu público é aquele que gosta de ler e que lê poesia, no Brasil, 38% da população lê poesia, entre esses 38% há adolescentes, jovens, adultos e idosos.  Eu transmito para os leitores a importância de desenvolver o meu talento, mas também a relevância do ato de pensar, pois tudo que escrevo tem incluídos os meus pensamentos, além dos meus sentimentos.

 

SMC - De que forma você, hoje, divulga o seu trabalho?

Madame Ametista - Eu uso a internet para divulgar o meu livro e é pela internet que eu tenho conseguido muitos leitores para comprarem o livro. Eu criei recentemente a minha Fan Page no Facebook chamada INICIATIVA CULTURAL http://www.facebook.com/pages/Iniciativa-Cultural/349309638528545 onde coloco todas as minhas novidades e onde consigo realizar muitas vendas. Fiz um comercial para divulgar e vender o livro que está na minha página, é uma das minhas publicações de maior sucesso.

 

SMC - Que temas você aborda em seu livro: LITERATURA FILOSÓFICA – POEMAS? Este é seu primeiro livro solo?

Madame Ametista - Este é o meu primeiro livro solo. Ele foi projetado num formato independente, é um projeto todo independente e sustentável, o livro foi escrito em papel reciclado e tem lindas embalagens projetadas por mim mesma, ecologicamente corretas, confeccionadas em tecido na cor salmão e com detalhes em croché. A embalagem feminina é a que tem detalhes verdes e a masculina é a que tem detalhes azuis. Os temas encontrados no meu livro são temas cotidianos como o ciúme, a hipocrisia, a cultura, o nosso retrato social, a felicidade, entre outros.

 

SMC - Onde podemos comprar os seus livros?

Madame Ametista - O meu primeiro livro solo, os leitores podem comprar pela internet, ou seja, falando comigo pela minha Fan Page ou pelo meu e-mail madameametista@gmail.com, depositando o valor do livro e do frete na conta do banco e eu mando o livro pelo correio ao seu devido destino com autógrafo e dedicatória.

 

SMC - Quais seus próximos projetos literários? Pensas em publicar novos livros?

Madame Ametista - Quero  sempre participar de novas antologias e publicar novos livros solo. Aguardem sempre muitas surpresas da Madame Ametista, pois busco  novos desafios e  novas conquistas. Sempre estarei disponível à novas entrevistas virtuais ou pessoais e à novas entrevistas em novas mídias.

 

SMC -  Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário no Brasil?

Madame Ametista - As editoras poderiam conseguir o barateamento dos custos da edição de livros, fazendo parcerias com outras editoras e beneficiando muito mais os autores, ou autores poderiam desistir das editoras e se tornarem autores independentes, pois com a demanda das editoras caindo, elas poderão abaixar os seus preços tão altos.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor a Escritora Madame Ametista , que mensagem você deixa para nossos leitores?

Madame Ametista - A Literatura precisa ser levada a sério, os autores não podem desistir diante das dificuldades, se as editoras não dão tanto apoio como os autores realmente precisam, sigam o meu exemplo, eu não desisti, publiquei o meu livro sem editora, num formato independente, fui competente e agora estou colhendo os meus frutos e meus lucros com a literatura. A literatura é um negócio, além de ser arte, mas para se conseguir bons resultados, a literatura precisa ser um pouco esquecida como arte e ser mais vista como um negócio que pode dar bons lucros. Um abraço a todos que terão acesso a essa entrevista!

 

 Participe do projeto Divulga Escritor

  https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor