Manuela Barroso

Manuela Barroso

Por Shirley M. Cavalcante (SMC) 

Manuela Barroso (Maria Manuela Barroso Nogueira Martins Ferreira de Castro ) , nasceu no distrito de Braga província do Minho-Portugal em 1946. Frequentou a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde se formou com a licenciatura em Filologia Românica, tendo aí efetuado o Curso de Ciências Pedagógicas. Exerceu a sua atividade como Professora de Português e Francês no Ensino secundário na cidade de  Braga e Porto onde reside. A vertente da sua especialização ligada às letras a par da profissão no estudo de autores consagrados, deixa-lhe os ventos da poética. Só depois de ter o tempo exigido para discorrer pelo mundo das palavras, publicou o seu primeiro livro “Inquietudes” Colaborou na Coletânea “A Sinfonia do Mar” dos Poetas Poveiros-Póvoa de Varzim

“Foi sempre através dos movimentos literários que a política e sociedades tomaram outros rumos. Nós vamos, a mensagem fica.  São as nossas memórias e as nossas experiências, possíveis alavancas para o progresso das gerações futuras.”

Boa Leitura!

 

SMC - Escritora Manuela Barroso, para nós é um prazer poder contar com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos em quem momento decidiu publicar seu primeiro livro?

 

Manuela Barroso - O prazer é todo meu por ter a oportunidade de participar neste projeto.

O Livro? Interessante essa questão. Não publiquei. Publicaram-me. Na altura, Maio de 2012, fazia “démarches” para publicar um livro de meu tio (“Vento e Ventanias” - Florentino Alvim Barroso), que vivia em Copacabana. Quis fazer-lhe uma pequena homenagem-surpresa, com uma parte da sua vasta obra. Ao editar este livro, a Editora convidou-me, publicando o meu.

 

SMC - Sobre o seu livro “Inquietudes” como foi a escolha do título do livro?

 

Manuela Barroso - Sou pacífica mas uma alma inquieta. As perguntas surgem com uma sucessão de respostas interiores aos quês e porquês da vida e seus limites, que as palavras são incapazes de veicular tais sensações. Daí que permaneça sempre numa” Inquietude”. Mas queria lembrar que este livro já se distancia dos meus pensamentos e escrita atuais. Nada é permanente.

 

SMC - Que temas você aborda em sua escrita. O que mais lhe inspira a escrever sobre estes temas?

 

Manuela Barroso - Gosto de me debruçar sobre a paz e o silêncio onde a consciência se encontra nas perguntas e respostas. Todos os Amores aí se encontram. O Infinito, é a minha sedução.

Dói parte da sociedade onde nos inserimos e a permeabilidade dos “desconcertos do mundo”.  A Natureza é uma imprescindível aliada com todos os seus monólogos. Depois, ouço-me. E na impermanência das coisas e pessoas, o que escrevo hoje, reflete, penso, mais a “quietude” de um ser amadurecido mas numa pacífica angústia             

 

SMC - Qual o público que você pretende atingir com o seu trabalho? Que mensagem você quer transmitir para as pessoas?

 

Manuela Barroso - Não tenho público-alvo específico. Escrevo só o que me dá prazer partilhar. Se apreciarem, ótimo. Não tenho, nunca tive ambições. De resto, teria que ter feito um grande trabalho muito antes, começando nas lides literárias para ter o meu público.

Gostaria muito de poder transmitir a todos os que me leem, a paz, a calma, a serenidade de cada dia. Sem credos ou religiões, dizer que vale a pena levar a todos um pouco de paz onde o silêncio nos traz a música do tempo para refletir. Vivemos num mundo vertiginoso e apático. É tão bom ouvirmo-nos para nos encontrarmos!

 

SMC - Escritora Manuela Barroso, de que forma você, hoje, divulga o seu trabalho?

 

Manuela Barroso - Na verdade, como disse, não me preocupo com a divulgação numa maior escala porque é difícil lidar com essa máquina. Ultrapassa-me. Há muitas barreiras e as editoras interessam-se por escritores de grande nome. No entanto, o livro encontra-se em diversas livrarias. Confesso que me dá um certo prazer postar nos blogs. A simpatia com que me acolhem é um alegre alento!

Sites / Blog http://wwwanjoazul.blogspot.com    

 http://reflexoesfloridas.blogspot.com

 

SMC - Onde podemos comprar o seu livro?

 

Manuela Barroso -   livraria bertrand online www.unicepe.pt/

www.livapolo.pt  ( Livraria Apolo) 

 

 Endereço de email para contato  manuelabarroso46@gmail.com

 

SMC - Quem é a escritora Manuela Barroso, quais seus principais hobbies?

 

Manuela Barroso - Só me considero escritora no ato da escrita. É um estatuto onde a minha humildade perante grandes vultos me proíbe a entrada…

De resto, difícil descrever. Sou muito complexa na minha simplicidade. Introspetiva, tímida, perseverante, exigente comigo. Mas diria que sou disponível para os amigos, introvertida , enorme  sentido de justiça e gratidão. Tenho um fascínio pelo Universo.

Como hobbies: Ler, escrever, passear, sobretudo para ilhas, jardinar… pasmar perante paisagens que me trazem palavras…

 

SMC - Quais seus próximos projetos literários? Pensas em publicar um novo livro?

 

Manuela Barroso - A par de trabalhos ligados a publicação de livros, tenho convite da Editora para publicar um livro em dueto que está em fase de acabamento e para publicar ainda este ano. Um desafio…

Tenho material para vários livros. Além de Poesia e Prosa Poética, Divagações, Conto e…Cozinha…

Mas não tenho pressa. O tempo avisar-me-á….

 

SMC - Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário em Portugal?

 

Manuela Barroso - É uma lacuna enorme a divulgação do que se vai escrevendo.

As editoras só sobrevivem com grandes tiragens de conhecidos autores. Os livros, são caros para os menos privilegiados.O interesse pela leitura é muito pouco numa época em que não é exigido o mesmo esforço de antes. Tudo está muito facilitado com  consultas relâmpago na net.  

As bibliotecas têm aqui um papel fundamental. Falta a curiosidade por saber o pensamento que se cruza em diversos domínios.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor a escritora Manuela Barroso, que mensagem você deixa para nossos leitores?

 

Manuela Barroso - Quero renovar o meu agradecimento por esta oportunidade.

Foi sempre através dos movimentos literários que a política e sociedades tomaram outros rumos. Nós vamos, a mensagem fica.  São as nossas memórias e as nossas experiências, possíveis alavancas para o progresso das gerações futuras.

Que a Sociedade de hoje dê mais valor à mulher, não só pelo papel que lhe cabe como mãe, mas na política e sociedade com o respeito e a dignidade que já foram antes, só miragens…

Vale a pena lutar pelo que acreditamos a bem da Humanidade.

 

Muito Obrigada.

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor