Maria Cristina Andersen

Maria Cristina Andersen

Por  Shirley M. Cavalcante (SMC) 

Maria Cristina Andersen, nasceu em São Paulo.  Formada em engenheira química pela Escola de Engenharia Mauá, trabalha como consultora em Processo de Mudança. Escritora com três livros publicados: “Culinária Árabe”, sou coautora do livro de ficção “Reciclando Vidas” e atualmente publiquei o Energia Contaminada. Atua há mais de 25 anos como palestrante e professora no desenvolvimento de pessoas no âmbito pessoal e espiritual. Certificada em MBTI e TMP, utiliza essas ferramentas como apoio ao autoconhecimento e desenvolvimento das pessoas. 

“Ao mesmo tempo, Reciclando Vidas mostra que a sociedade não joga só o seu lixo fora, mas também talentos que poderiam ser aproveitados, vidas que poderiam ser “recicladas”. Um modelo saturado, um grande desperdício que, no fim das contas, diz a essa mesma sociedade que ela também precisa ser reciclada.”

Boa Leitura!

 

SMC - Escritora Maria Cristina para nós é um prazer contar com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que a motivou a ter o gosto pela escrita?

Maria Cristina - O prazer é todo meu e estou muito feliz de estar contando um pouco da minha história. Quando adolescente eu tinha muita imaginação, mas não tinha o habito de coloca-los no papel e essas histórias se perderam no tempo. Resolvi seguir a carreira de engenheira e isso ativou muito o meu lado mais calculista e acabei deixando de lado o meu lado fantasioso. Quando iniciei meu caminho na espiritualidade e meu trabalho de ajudar as pessoas a se desenvolverem, sentir a necessidade de escrever, de contar minhas experiências e de colocar em livros o que eu ensinava. Escrevi muito, mas tudo em forma de apostilas e direcionada para os cursos que dava.

Meu sonho era escrever um livro, não um livro qualquer, mas um livro que tocasse as pessoas e as ajudasse a ter uma vida melhor. Comecei a procurar algum curso que me ensinasse a ser uma boa escritora. Achei a Escola do Escritor, mas o curso que eu queria, não estava na grade daquele ano (2011). Um ano depois, me chamaram e dele tivemos como resultado o livro “Reciclando Vidas”, escrito por 12 pessoas que não se conheciam. Esse curso foi uma escola de vida e me motivou a querer ser realmente uma escritora.

 

SMC - Que temas você aborda em seu livro “Reciclando Vidas”? A quem você indica a leitura desta obra?

Maria Cristina - Como disse anteriormente, Reciclando Vidas é um livro de ficção escrita por 12 pessoas,  fruto do curso que fiz na Escola do Escritor, em São Paulo.

Reciclando Vidas vai contar a história de dois escritores que estão em mundos diferentes, onde o destino vai coloca-los frente a frente e segredos serão desvendados. Mas o livro vai além: é um convite a pensar nas barreiras sociais e econômicas que nós nos impomos ou determinadas pelo medo.

Ao mesmo tempo, Reciclando Vidas mostra que a sociedade não joga só o seu lixo fora, mas também talentos que poderiam ser aproveitados, vidas que poderiam ser “recicladas”. Um modelo saturado, um grande desperdício que, no fim das contas, diz a essa mesma sociedade que ela também precisa ser reciclada.

 

SMC - Você tem um livro “Culinária Árabe”, o que a motivou a escrevê-lo? Que tipo de receitas o leitor vai encontrar ao adquirir o livro?

Maria Cristina - A Editora Melhoramentos estava lançando uma coleção que se chamava “A Volta ao Mundo em 80 receitas” e estavam procurando alguém para fazer o livro sobre Culinária Árabe. Minha mãe, autora do Culinária Americana da coleção, estava na editora e perguntaram se ela podia indicar alguém que conhecesse a culinária árabe e que soubesse escrever as receitas. Ela disse que sua filha (eu) era casada com um descendente de árabe e que escrevia. No dia seguinte, ela me ligou e fez a proposta. Meu conhecimento sobre os pratos árabes era limitado, então perguntei ao meu marido (hoje falecido), se ele me ajudaria. Sob a orientação dele, fui testando e escrevendo as receitas e assim brincando e me divertindo, publiquei meu primeiro livro, que evoluiu para o “Culinária Árabe” devido ao sucesso.

Nesse livro, eu tive a preocupação de inserir receitas que as pessoas comem em restaurantes árabes e que gostariam de fazer em casa. Hoje são em torno de cento e poucas receitas que vão desde o kibe tradicional, passando pelo Homus, coalhada seca, até os doces como o Ataif.

As versões antigas do livro podem ser encontradas espalhadas na internet. A versão mais recente, “Cozinha Árabe - Col. Som e Sabor - Com CD”, está nas livrarias, como por exemplo, a Saraiva.

 

SMC - Conte-nos como surgiu a ideia de publicar o livro “Energia Contaminada”?

Maria Cristina - Energia Contaminada é fruto de um curso que dou, com o coautor Alexander, a mais de dez anos.  Percebi a necessidade de ter esse assunto materializado em um livro, após uma palestra sobre Defesa Energética, que demos para funcionários de um hospital da rede publica. Num primeiro momento, pensei em escrever um livro em formato técnico, mas comecei a ter dúvidas do quanto deveria me aprofundar no assunto e o que seria pertinente colocar, então travei e não consegui ir em frente. Falei com meus amigos, hoje coautores do livro, e cada um foi dando ideias do que era importante escrever e de que forma. Animada com as ideias, convidei-os para escrevermos juntos. O livro evoluiu de um simples curso para uma história de ficção, onde os personagens fazem o curso e aplicam, no dia a dia, as técnicas ensinadas. O objetivo foi trazer para o leitor um companheiro de jornada, que pudesse, no lugar dele, questionar os ensinamentos, aplicar e analisar os resultados das técnicas lá ensinadas.

 

SMC - Que temas são abordados em “ Energia Contaminada? Como você vê o mercado literário nesta área?

Maria Cristina - Energia Contaminada não é apenas uma história de ficção, é um curso que tem o objetivo de alertar as pessoas para a existência da contaminação energética e apresenta, de forma clara, uma visão das interações energéticas e seus efeitos sobre a nossa saúde e disposição. Vai ensinar, através de exercícios simples, mas eficazes, a identificar os focos de contaminação e como se “descontaminar”, se proteger e se preparar energeticamente para os desafios do dia a dia.

Na minha percepção é um mercado que está crescendo e necessitando de livros que mostrem de forma clara e simples, as interações energéticas e seus efeitos. É importante que se ensine a por na prática, toda essa teoria, pois só assim o aprendizado se consolidará.

 

SMC - Escritora Maria Cristina, onde podemos comprar  os seus livros?

Maria Cristina - O livro está sendo vendido na Livraria da Vila no Shopping JK, em São Paulo. Pela internet é possível adquiri o livro na Asabeça - http://www.asabeca.com.br/detalhes.php?prod=6548&friurl=_-ENERGIA-CONTAMINADA--Maria-Cristina-Andersen--Edna-Maria-P-Silva--Alexander-Lucinski--Adriana-Zatta-_&kb=1275#.UlTNUFCkpxU, na Cultura - http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=42144858&sid=1001132431589576566572953 e na Martins Fontes - http://www.martinsfontespaulista.com.br/ch/prod/455427/ENERGIA-CONTAMINADA.aspx

Temos o blog do Energia Contaminada (http://imkenergiacontaminada.blogspot.com.br/), onde procuramos manter os leitores e futuros leitores atualizados e também uma página no Facebook (https://www.facebook.com/imkenergiacontaminada).

 

SMC - De que forma você, hoje, divulga o seu trabalho?

Maria Cristina - No livro, em três locais diferentes, colocamos o endereço do Blog ( ), para que o leitor possa manter contato com os escritores, tirar as dúvidas, fazer os cursos e saber das novidades e novos lançamentos.

Divulgo meu trabalho através de palestras, work shops e cursos, além do blog e do Facebook.  Os cursos têm como objetivo, proporcionar ao aluno a possibilidade de praticas, sob nossa orientação, aquilo que ele aprende na teoria. Nossa maior divulgação são nossos alunos, que ao porem em prática o que aprendem nas aulas e ao perceberem a mudança que isso trás para suas vidas, acabam replicação o aprendizado, como uma corrente. Cada aluno ensina seu circulo de relacionamento e motiva outras pessoas a se desenvolverem e a se cuidarem.

 

SMC - Quais seus próximos projetos literários? Pensas em publicar um novo livro?

Maria Cristina - Tenho uma lista grande de livros que quero escrever e todos estão rascunhados. Estamos escrevendo um livro, que provavelmente vai acabar sendo uma coleção, sobre conexões energéticas e seus efeitos, além de um romance que estou escrevendo com outros dois amigos e que está quase no forno.

 

SMC - Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário no Brasil?

Maria Cristina - Tem muitos escritores e livros realmente bons, mas que ficam perdidos pela falta de divulgação e apoio. Achei fantástica a iniciativa de vocês de divulgarem os escritores. Acredito que esse seja uma melhoria que deveria ser replicada.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor a escritora Maria Cristina Andersen , que mensagem você deixa para nossos leitores?

Maria Cristina - Muito obrigado pela oportunidade e o que posso deixar de mensagem é: Nunca é tarde para correr atrás de seus sonhos. Tudo é possível quando a gente põe em prática aquilo que aprendeu. Junte-se a amigos e pessoas positivas. Mude a sintonia de seu pensamento e sentimento. Vocês não tem ideia de como isso pode mudar o rumo de suas vidas.

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor