Maria das Dores Andrade - por Eduardo Garcia

Maria das Dores Andrade - por Eduardo Garcia

 

Maria das Dores Andrade, nascida em 29/02/1976 na cidade de Olinda / PE. Ela é a mãe de Claudio Rodrigo Barros Tiago e Ricardo Barros, escritora, pesquisadora, poetisa. Formou-se em Literatura na Universidade Federal de Pernambuco, atualmente é pós-graduada em Literatura pela Universidade Católica de Pernambuco e bacharelado em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco.

Autora de "Palavras ao Vento" 2011, nova edição pela Editora Babecco, Olinda PE, em 2014.

E-Boock "Mulher" pelo site Amazon.com

Brochura "Palavras ao Vento "

Antologias : "Poesia e Vida" e "Bouquet de desejos"

 Ela é fundadora do Movimento Artístico e Literário de Olinda (MAL) e membro da Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda

Às vezes me pergunto o que é mais importante nesta vida e sempre diante destas indagações encontro como resposta a educação! Tanto como educadora ou como aprendiz vejo-a fazer parte constantemente de minha vida. E posso dizer sinto-me feliz com isto.

                Sou aluna da cartilha de Paulo Freire e como tal compreendo que todos nós  somos capazes de contribuir ao aprendizado do outro, as crianças os idosos, nós mesmos. Por isso eu procuro estar sempre aberta a novos conhecimentos, todos os dias de minha vida.

Talvez seja esta disponibilidade  que me leve à contemplação poética, que traga aos meus dias este brilho que ao mesmo tempo em que me eleva também me traga para o abismo do medo de não mais poder fazer coisas belas, amar este destino é sobre tudo me entregar ao abismo que é esta necessidade de saber.

Considero-me uma pessoa simples, com gostos e atividades com este mesmo contexto. Por isso considero que meus alunos também possam participar deste caminho, eles como eu são capazes sim de criar poesia com  a matéria do cotidiano, e assim eu os estimulo e vejo grandes resultados.

Ver esta capacidade nas crianças cria uma nova perspectiva para a educação, para mim como professor e para o mundo de hoje como realidade. Talvez esteja na hora de abrirmos a cortina e deixar que nossos alunos brilhem como as estrelas que são.

Nos como professores devemos estimular nossos alunos a trilhar melhores caminhos, durante este tempo que estive escrevendo este texto, uma estrofe de um poema que fiz recentemente não sai de minha cabeça. Diz assim “O sol muito egoísta nos impede de brilhar, mas a lua generosa tece um manto estelar”. Ou seja, quero ser para meus alunos a lua.

 

Maria das Dores Andrade

Fontes:

Blogs: http://poetisadeolinda.blogspot.com.br/2015/01/profil-maria-de-andrade.html

            http://www.movellas.com/pt/user/maria.de.andrade/movellas

 

Maria das Dores ou simplesmente das Dores, humana, incansável na luta por um lugar ao sol para o escritor, grande trabalho pelo social e na educação, participante ativa nos movimentos literários e em especial no Movimento Artístico e Literário de Olinda (MAL), o qual criou.

 

 

Pesquisa e Texto

Luis Eduardo Garcia Aguiar

Escritor – Jornalista – Diretor de Imprensa da UBE

DRT 6006/PE


 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor