Marta Limbado - Entrevistada

Marta Limbado - Entrevistada

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Marta Sílvia Teixeira Ferreira Limbado nasceu em Valpaços, distrito de Vila Real, a 03/06/78. É licenciada em Serviço Social e exerce a  profissão de Assistente Social pela qual diz ser “apaixonada”. Reside desde 2006 em Vila Nova de Famalicão.

Escreve poesia desde os 18 anos de idade, mas só em 2012 participou na Coletânea de Poesia “Palavras Nossas – Volume II” da Editora Esfera do Caos, onde deu a conhecer, pela primeira vez, um pouco da sua obra poética. Em 2013 integrou novamente através da mesma editora uma Coletânea Erótica de Poesia intitulada “Erotismus Impulsos e Apelos”. A sua obra poética está igualmente patente na Antologia do “Solar de Poetas” – Volume I da Editora Modocromia, em 2014. Em 2015 participou na Antologia de Poesia da mesma editora “As Cores do Mar – Mar-À-Tona”. Em 2015 integrou igualmente um projeto inovador e diferente em forma de ebook intitulado “Poeta sou…viva a poesia” da Editora Modocromia.

 

“As duas missões da sua Vida: a sua profissão e a poesia!”

 

Boa leitura!

 

Divulga Escritor - Escritora Marta Limbado é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor conte-nos que tipos de textos gostas de ler?

Marta Limbado - Gostaria de agradecer este convite que muito me honra e orgulha.

Desde criança que tenho um fascínio pela poesia.  Em pequena já sonhava um dia “fazer sonhar através das palavras”. Leio sobretudo poesia (muita), mas também gosto muito de romances e de livros técnicos, ou seja, temáticas relacionadas com a minha área profissional.

 

Divulga Escritor - O que mais a encanta na leitura destes tipos de textos?

Marta Limbado - O vendaval de emoções e sentimentos que provoca na minha alma.  Gosto de tudo o que me faça sentir imensa e intensa, que me coloque a pensar, a refletir e sobretudo a sonhar, ou como costumo dizer, “em pleno voo”. Adoro a sensação de arrepio, de deslumbramento e de encanto que a poesia me provoca. O que considero ser o encancarar da janela da alma!

Os romances, principalmente quando trazem um pouco de drama, elevam-me para lugares onde quase encarno a personagem. Gosto de histórias místicas e fortes e de finais felizes que acontecem quase sempre nos romances, contrariando um pouco a vida real.

Os livros técnicos são um recurso para aprofundar e alargar o leque de conhecimentos teóricos, aplicando-os e consolidando-os posteriormente na prática profissional diária.  A área social é composta de permanentes e complexas mudanças, logo como Assistente Social tenho de ser uma investigadora sempre à descoberta de novas formas de pensar e fazer!

 

Divulga Escritor - Até que ponto a leitura influenciou em sua escrita, os tipos de textos que gostas de ler são os mesmos que gostas de escrever?

Marta Limbado - A leitura de poesia foi sempre um motor impulsionador para a escrita. Lembro-me de frequentar a disciplina de português no Ensino Secundário e ficar extremamente contente e motivada quando tinha de ler textos poéticos. Se em criança já gostava de poesia, a partir desse momento vislumbrei-a de uma outra forma e passei a lê-la com mais assiduidade.

Apesar de ler vários tipos de literatura, como já referi anteriormente, a minha escrita recai sempre na poesia ou na prosa poética.

 

Divulga Escritor - Que temas costumas abordar em sua escrita?

Marta Limbado - Penso que a poesia deve reproduzir a essência de Vida, por isso, escrevo sobre momentos, vivências, experiências, sentimentos, pessoas, preferências, entre outros. Gosto de observar, contemplar o mundo, pensar no dia a dia e sair fora da minha janela. Acredito que o afeto está presente em tudo o que me e nos  rodeia, basta saber e querer ver!  Os meus poemas são o reflexo dessa minha forma de ser, estar, sentir e ver o mundo.

 

Divulga Escritor - Qual a mensagem que você quer transmitir ao leitor através de seus textos?

Marta Limbado - Que a Vida pode ser um verdadeiro poema: uma dança sagrada e abençoada da alma. Que a poesia é principalmente AMOR e pura magia do coração. Acima de tudo quero que os leitores percebem que a poesia é uma forma de estar e encarar a Vida. Torna os dias mais leves, mais preenchidos, mais coloridos e mais sorridentes. Todos podemos ser poetas. E não, não estou a delirar! Serás poeta se souberes sentir com a doçura e encanto do coração. Mas sente, sente muito, dança com esse sentir até encontrares a tua felicidade!

 

Divulga Escritor - Pensas em publicar um livro solo?

Marta Limbado - Sim. Lançei-me na aventura da escrita de contos infantis e estou na fase pré-publicação do primeiro. Pretendo que o Conto Infantil em livro, contenha igualmente um CD, no qual a história é narrada por várias personagens. O objetivo é incluir todo o tipo de público.

Um dia mais tarde pretendo escrever um livro de cariz técnico, relatando as peripécias, constrangimentos, potencialidades, impactos e resultados obtidos durante a minha prática profissional. Pretendo dar a conhecer a realidade, a importância e os desafios permanentes do trabalho social. Isto sempre numa perspetiva construtiva, de conhecimento, enriquecimento e mudança de paradigma.

 

Divulga Escritor - Quais os principais hobbies da escritora Marta Limbado?

Marta Limbado - Sou comentadora de Poesia no Solar de Poetas e escrevo artigos para o Jornal “A Voz de Melgaço”. Gosto de coisas simples: ler, escrever, dançar, passear e ver jogos de voleibol.  Estar com a família e com os amigos é algo que me preenche, conforta e fortalece. Tudo que permite criar e fomentar laços é tempo divino e eterno.

 

Divulga Escritor  - Como vê o mercado literário em Portugal?

Marta Limbado - Sinceramente pouco receptivo,  um mercado quase fechado e que oferece poucas oportunidades para os escritores de forma geral, em particular para os que querem iniciar um percurso nesta área. Na poesia nota-se ainda mais esta dificuldade.

 

Divulga Escritor - Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário em Portugal?

Marta Limbado - Portugal precisa de apostar e investir mais na arte e cultura. Considero que será necessário criar e fomentar mais espaços de informação, divulgação e partilha literária, por exemplo através de tertúlias, saraus, concursos e projetos para novos escritores. Sem esquecer claro, a poesia! Existem óptimos escritores em Portugal.

 

Divulga Escritor - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Marta Limbado. Agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Marta Limbado - Deixo um desafio: leiam mais, leiam o que mais gostarem, o que vos apetecer, mas leiam. Ler é uma das formas mais baratas e seguras de viajar!

Sonhem, mas principalmente voem com os vossos sonhos!

GRATA!

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: divulga@divulgaescritor.com

Arte para apresentação da entrevista

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor