Martírio - por Marcio Muniz

Martírio - por Marcio Muniz

MARTÍRIO

 

   Estou cansado, cansado, cansado. Sinto-me preso, aprisionado dentro de mim mesmo, sinto-me amordaçado tendo minha alma forçada a fazer e dizer o que minha cabeça manda ignorando os caminhos do coração.Quem sabe tudo aquilo que eu tenha dito tenha perdido todo aquele peso, quem sabe algo mudou em mim deixando presas dentro do meu ego duas personalidades distintas frente a frente.E assim quem sabe quando eu mais tarde me procurar eu não encontre aquilo que eu sempre vi quando olhei no espelho, talvez ai então, ninguém mais possa ver aquele brilho nos meus olhos, e se isso acontecer, eu me sentirei forçado a me esconder dentro da noite, dentro daquela sombria noite em que eu perdi você, naquele instante em que tudo parecia cair sobre mim, minha alma perdeu-se do meu corpo, meu coração se fez deserto, mas tudo aquilo ainda hoje me sufoca e eu em um ato de covardia me escondo atrás desta lembrança e me lembro como naquela noite me faltou coragem e como em outras noites me faltaram tantas coisas.

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor