Meu Rio - por Helena Santos

Meu Rio - por Helena Santos

MEU RIO

 

Nesse rio

Que corre sem parar

E nem para mim olha

Para me acenar

Vejo-me a navegar

E a procurar

Uma margem sólida

Onde me possa instalar

Já foi de águas quentes

Mas mudaram

De repente

E estão frias

Difíceis de suportar

Espero que a viagem

Seja curta

Que as correntes

Não me arrastem

Para um outro qualquer lugar

E que o abrigo sonhado

Eu consiga encontrar

Gosto da acalmia desse rio,

Assim como me encanta

Os momentos de fúria

Que quase da terra o levanta

Mas é ele, o meu rio

Com as suas ondulações

De amor e ódio

Que tem alma

E que por mais que corra

Há sempre um momento

Em que abranda

E aí me chama

Para aproveitar o tempo

E é quando sinto

Que afinal

Ainda me ama.

 

Publicado em 14/05/2014

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor