Minha mãe - por Maurício Duarte

Minha mãe - por Maurício Duarte

Minha mãe

 

Minha mãe é uma mãe de corpo e alma...  Quando eu era criança e eu colecionava os gibis e as revistas de histórias em quadrinhos, ela comprava sempre e me dava dinheiro para comprar.  Os super-heróis povoavam a minha imaginação e ela dizia: “Vai comer revista.”  Eu cresci e passei a desenhar e escrever, desse modo, a profecia dela meio que se cumpriu, de um jeito ou de outro, eu “como revista”.

Minha mãe tem um coração de enormidade profundeza...  E não divide com todos essa sabedoria; só para os familiares, meu pai, minha irmã e eu.  Dona Josenilda Veloso Santos Duarte é uma pessoa a quem eu muito reservo meu afeto, carinho, respeito e consideração.  Ela sempre me apoiou e sempre me apoia em todos os momentos, fáceis ou difíceis, alegres ou tristes, amenos ou pesados.

Farmacêutica, exerceu a profissão heroicamente; minha super-heroína...  Esteve comigo e minha irmã aconselhando sobre tudo, mesmo quando não queríamos seus conselhos; indicando o melhor, mesmo quando não queríamos suas indicações. 

À você minha mãe, um Feliz Dia das Mães.

 

Um beijo do seu filho,

Mauricio Antonio Veloso Duarte

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor