Minha Terra, meu sal, minha Água… por Conceição Oliveira

Minha Terra, meu sal, minha Água… por Conceição Oliveira

Minha Terra, meu sal, minha Água…

 

Talábriga,

Aviarium, Averium, Aveyro…

“Suis terras in Alauario et Salinas”

 

Abraço longínquo perdido na bruma

Onde se cruzam águas e terras que meus olhos emolduram

Em laços de arco-íris, rasos de aves, manto branco, serras…

Ah…minha Ria, meu mar, minha Aveiro

Que dos nichos os santos olham

E guardam

Num encantamento mágico

Do amor primeiro…

Campos e salinas

Espraiados até à beira do mar,

O sal depositado

Na proa de um moliceiro…

 

Do bico de uma gaivota pende o pescado

Que a água quis ofertar…

 

Na crista da onda a espuma de todas as salinas

Que a natureza se propôs pintar.

Laguna espartilhada, memórias…

Sonatina de algas, adágios em cinza enevoado…

(…)

Sentada sobre o cais,

Teço afagos líquidos noite adentro…

Ao longe,

o Requiem… Resgata glórias.

 

Conceição Oliveira

In, FOLHAS (14) Letras e Outros Ofícios – Grupo Poético de Aveiro 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor