Minha vida de escritor - por Tito

Minha vida de escritor - por Tito

         Por Francisco Mellão Laraya - Tito

Na minha rua, no meu bairro, quem vejo e fala comigo, quem me cumprimenta ou me sorri, alguns não sabem nem o meu nome, nem o que faço, mas sou aquele que passeia com a cachorrinha preta, que a leva a todos os lugares, que a deixa amarrada na porta, que sempre anda a pé...

         Por estas coisas simples todos sabem quem sou me cumprimentam e me sorriem, mais do que a uma pessoa vestida pelos trajes da autoridade, que muitas vezes não é gentil, é prepotente...

         Tudo o que convém ao poder, afinal “o poder corrompe, o poder absoluto corrompe absolutamente”.

         Eu tenho estórias para contar, meus personagens são humanos, alguns já se foram, outros transpiram o suor das dificuldades. Não conto estórias de feitos ou façanhas, não sou um cavaleiro andante, mas um homem simples que vive de coisas simples, como fazer as compras do super mercado ou na farmácia. E tomar um cafezinho pela manhã na padaria, e esta é a minha existência, e está nisto a minha paz e felicidade.

 

Publicada 23/01/2014

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor