Mini conto - por Marcio Muniz

Mini conto - por Marcio Muniz

Mini conto

 

     Dizem que homem não chora, mas eu choro. Caminho só, lado a lado com o mar. As ondas tocando de leve meus pés descalços, a areia entre meus dedos tentando me fazer sentir algum conforto. Ando sem pressa de chegar, absorto em meus pensamentos, tocado por minha saudade. Fecho meus olhos e toco com a ponta dos ...meus dedos, meu próprio lábio. Imagino seu toque neles, seu beijo. Viajo e nesse momento quase sou capaz de sentir o gosto da sua boca. A brisa vinda do mar roça em meu rosto e traz consigo um aroma que noutros tempos me soaria familiar, tal qual naquelas noites em que juntos caminhávamos, em que nossos dedos se entrelaçavam e vínhamos namorar sob os olhares atentos e inspiradores do luar.

     Hoje a noite não tem luar, as estrelas brilham tímidas e discretas, o céu quase totalmente negro é o retrato fiel da minha tristeza. Você não está aqui e eu me pergunto por que tinha de ser assim. Tantos sonhos desfeitos, planos que ficaram pelo caminho, sorrisos desmanchados e hoje no entanto, apenas minhas lágrimas se fazem presentes. Difícil imaginar sem poder ser alvo dos teus olhares, sem sentir seu toque ou o calor do seu corpo junto ao meu, sob o meu.
Sou uma sombra sem seus cuidados, privados das doces loucuras que fazíamos e curtíamos juntos, cúmplices. Por isso, caminho sem ter para onde ir, sem vontade de chegar. Em função disto, ouço o murmúrio das ondas de encontro à costa e elas me lembram um sussurro seu tentando me dizer que tudo vai ficar bem.

     Choro outra vez como aliás o faço todas as noites nas últimas três semanas desde que você partiu, ou melhor, desde que aquela bala estúpida deixou de ser perdida para encontrar seu peito. Estou perdido, o coração em frangalhos marcado como a pele marcada à fogo. Creio que sempre a amarei, por todos os dias da minha vida. Nosso amor foi breve, sim foi. Mas foi intenso e será para sempre o nosso amor. Aquele sentimento puro, que não conheceu crises e nem abalos e muito por isso, será a lembrança mais doce que trarei para vida inteira.

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor