Não Afobe - por Antonio Montes

Não Afobe - por Antonio Montes

NÃO AFOBE

 

Tenha calma, tenha calma...
eu estou fazendo a barba
e temo me cortar
espere! Espere!
Que eu vou já!
Já! Já!

Vou fazer enxugar
com essas arraras na toalha
e com água salgada do mar
depois guardarei a navalha
ai sim! Vamos conversar.

Tenha calma, tenha calma...
Eu já vou me ensaboar
agora pronto! 
O que há?

Ai, ai, ai! Já passou
pra que olhar?
Então?
Então deixe de afobar!

Não afobe, não afobe
não afobe e antes de tudo
saiba que o nosso mundo
ninguém consegue afobar?
e essa vida é tão pequena
e já esta pra se acabar.

Antonio Montes 06/06/15

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor