Narrativas populares em farwest - por Maurício Duarte

Narrativas populares em farwest - por Maurício Duarte

Os feitos de personagens do cotidiano da comunidade (sejam heróis, bandoleiros, personalidades singulares ou apenas pessoas cômicas) sempre fizeram parte das narrativas populares. A narração das histórias populares (contação de histórias) faz parte da oralidade e da ancestralidade de todos, como um todo. Aprecia, o leitor, uma boa narrativa? Sendo o mais amplo possível, por vezes, a narrativa dos vaqueiros e cantadores do folclore poético do sertão, por exemplo (Ceará, Paraíba), traça um cântico de personalidades que não são personalidades; são bois surubins (no ciclo do gado) e sobre Deus e o diabo (alguns córdeis da literatura de cordel). 

Dentro desse contexto, os quadrinhos de farwest norte-americanos como El Zopilote e Tenente Blueberry, Tex e Ken Parker, trazem, classicamente, a magia dos tempos da conquista do Oeste dos EUA; bem como das terras além, as do México.

 O romantismo que impera na história-em-quadrinhos de farwest, muitas vezes, foi perdido noutros tipos de quadrinhos. Não só pela temática das pistolas e esporas que já não existem mais e exigem, quase sempre, um saudosismo (saudosismo e não saudade, pois no Brasil não tivemos o farwest, acontecimento social), bem como pela resistência desse gênero dentro dos quadrinhos.

Vale conferir as narrativas de farwest. No âmbito das narrativas, pode suscitar maiores apreciações e vôos poéticos, quando de qualidade, do que aquelas que comumente são atribuídas aos comics americanos, de modo geral, desde os inícios dos quadrinhos como cultura de massa.

 

Publicado em 17/04/2014

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor