O Êxodo - por Ruby Redstone

O Êxodo - por Ruby Redstone

O ÊXODO

Sol escaldante,
Bronzeia a já queimada pele;
Terreno árido,
Caleja os já calejados pés;
O destino parece incerto,
Mas qualquer lugar é melhor –
Melhor que a escravidão...

Na escravidão
Tudo é regulado:
A água, a comida, o descanso;
Só o trabalho é farto –
O fardo é colossal:
Semeadura sem colheitas,
Sonhos sem realizações!

O céu deixou de chorar,
E a terra de germinar;
Trocou-se o verde pelo marrom,
E o cinza pelo azul infinito;
Em lugar da relva, ranhuras,
Em lugar de risos, lamúrias:
Homens crescidos choram!

Choram não só pela morte da bezerra,
Mas por todo o rebanho:
São peles e ossos andantes
Vagueando cambaleantes
Entre cardos e espinhos,
Aguardando...
Esperando a morte chegar!

A decisão temida,
E por tanto tempo adiada,
Parece ser inevitável:
É partir ou morrer!
Morrer tentando é sobreviver,
Sobreviver lutando é não morrer –
O êxodo apenas começou...

[Poesia do livro “Os Cinco Sentidos do Amor”de
Ruby Redstone – rubyredstone1@hotmail.com

 

publicado em 07/04/2014

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor