O Orvalho Acena ao Amor - por Margarida Lorena Zago

O Orvalho Acena ao Amor - por Margarida Lorena Zago

O Orvalho Acena ao Amor!

 

Enquanto o orvalho se estende por sobre a planície,

Ergo os meus olhos em contemplação.

Da imensidão do Universo se desprende,

Uma mensagem que pretende,

Suavizar as mentes e harmonizar os corações.

Funde-se o misterioso recanto à calmaria,

Calam-se sentidos em sintonia.

Versos poéticos emergem,

Permeando aos poucos,

A sensação tão desejada,

De ansiosa e perfeita maestria,

Dos sentidos que calados,

Gritam por sensibilidade, amor e acalanto.

Onde estará a humildade de tudo entender?

Quando o Ser será mais forte que o ter?

A busca conclama à procura da luz,

E na mais pobre criatura mover,

O intelecto, a sapiência, a compreensão,

E na complexidade humana,

Um pouco de ternura embevecer.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor