O Poço - por Daniela Gebelucha

O Poço - por Daniela Gebelucha

O POÇO!

 

A ironia é mesmo assim,

...

Palavras

Poço

Transborda

Alma

Sente?...

Poeta

Sentimento

Sede

Busca

Latente

Barulho?

Gota

Insana a mim!

Chama,

Frescor

Num calor!

Sol ardente

Sem sabor

Saciar a sede

Sem amor

Lágrimas rolam

Sal é sabor

Dor incandescente

Sombra do poço

Saudade ausente

Partiu meu esboço

Molhado pelas gotas

Já não resta mais vida

Apenas palavras

E uma caneta adormecida.

???

Não sei o que é isso,

Entrei no poço

E lá me afoguei

A sede me consumia,

Em mim, nostalgia!

O ar já não sentia

O corpo então morria

Só via um corpo

Flutuando

Em abandono

Não estava sonhando

Nem tinha sono

Era folgaz

E sem vida

Senti-me aliviada

Era paz sem saudade

E ali naquele corpo

Tranquilidade agora invade

E eu aqui,...

Já não faço mais nada...

A não ser olhar-te...

Olhar pra tua sede...

Sede

Sede

Sede

Que saciou-te

Num momento...

Eras tão linda...

Profundo encantamento...

Não sei se continuo...

Já vai acabar o dia...

Nessa tarde tão triste...

Sua vida está vazia...

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor