O Poema - por Alves dos Santos

O Poema - por Alves dos Santos

O Poema

 

É de vida que se faz o poema

Nos insuspeitos momentos de inspiração que rasgam a monotonia

E despertam sentimentos tolhidos por uma profunda letargia

Que à força se vertem para uma folha virgem

Sem verdadeiramente serem consumidos

 

É de saudade que se faz o poema

Quando a melancolia assalta o pensamento

E o desespero dessa ausência que o atormenta

Corre selvagem pelas suas entranhas

Encontrando apenas poiso seguro no movimento lenitivo da caneta

 

É de carne que se faz o poema

Desejo indomável que tolda a razão

Corpos em êxtase que se descobrem por entre as sombras noturnas

E famintos se alimentam mutuamente de paixão e prazer

Fazendo nascer verdadeira poesia

 

É de ti que se faz o poema

Tu que agarras a vida sem hesitações e dela te tornas sinónimo

Senhora da senzala que aloja este escravo da carne

Que se mantém agrilhoado a essa tua indiferente sensualidade

Cantando com saudade a liberdade perdida.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor