O sepultamento - por Wilson Rodrigues Sylvah

O sepultamento - por Wilson Rodrigues Sylvah

"O sepultamento"

Era dia de finados e a cidade inteirinha foi convidada para o enterro de alguém muito importante que saíra muito jovem daquela pequena cidade.

A curiosidade e expectativa gerada na região, fez com que um evento fúnebre, se tornasse algo incomum, reunindo uma grande multidão, até dos povoados vizinhos.

O novo prefeito acabara de assumir aquele importante cargo pela primeira vez.

Era um alvoroço total, pois há muito tempo não morria alguém tão 'importante' assim.

A faixa colocada na entrada do velório dava a seguinte notícia.

"Aqui descansa um indivíduo muito importante que foi o responsável, pelos momentos mais felizes, que jamais vivemos nesta cidade."

As pessoas se entreolhavam enquanto esperavam a sua vez de ver tão ilustre personagem.

O pedido do novo prefeito era que, assim que cada cidadão olhasse o rosto da pessoa dentro do caixão, que apenas guardasse consigo a imagem que vira e não divulgasse para ninguém.

A cidade e sua população que estava por começar a ter um novo governo, não vivia um bom momento financeiro, com sérios problemas de ruas esburacadas, falta de dinheiro para a saúde, para a educação, as indústrias fechando as portas, o comércio parado, até para a merenda escolar não tinha mais recursos.

A roubalheira tinha sido enorme nos últimos anos.

Até as praças públicas onde era possível ir a noite passear já não tinham mais bancos e iluminação.

Os bandidos tinham mais facilidade para circularem pela noite.

Os policiais sem bons recursos para a manutenção dos veículos preferiam ficar alongados na delegacia que possuía uma superlotação de infratores.

O coreto que foi um marco da linda banda municipal, agora estava toda desfigurada servindo apenas para os mendigos dormirem.

O interessante que, cada pessoa que olhava o 'Presunto' saia em extremo silêncio e com um olhar de surpresa.

Quem seria esse indivíduo que tanto gerara um clima de suspense naquela cidade?

Quando todos já satisfeitos de olharem o breve féretro, o novo prefeito e o padre da paróquia então iniciam uma solene missa.

- Cidadãos e cidadãs! Hoje todos vocês puderam conhecer e reconhecer, tão importante e nobre personagem, que há muito tempo não estava mais domiciliado aqui nesta tão devastada cidade. 
- Hoje vamos enfim, sepulta-lo!

As pessoas entreolhavam agora com os rostos e fisionomias mais alegres e aliviadas e então, para surpresa de todos, o novo prefeito foi ovacionado por tão brilhante ideia.

Pois dentro daquele caixão não havia um defunto físico, apenas um objeto simbolizando cada cidadão que curiosamente, olhara para dentro querendo saber quem teria no passado sido tão importante. 

A imagem do rosto de cada um refletida num grande espelho dentro do caixão!

"Para que as mudanças que tanto queremos e almejamos, verdadeiramente ocorram, será extremamente necessário começar primeiramente em cada um de nós."

(W Sylvah)

http://www.wilsonsylvah.com.br

 

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor