Os seres das trevas - por Camen Jacques Larroza

Os seres das trevas - por Camen Jacques Larroza
    OS SERES DAS TREVAS
 
      Olá queridos leitores. Que todos possam estar em paz, com a mente ocupada somente pelos bons e grandiosos pensamentos para sua própria vida e para a dos seus semelhantes também.  Hoje não falarei de coisas engraçadas, nem amenas. Infelizmente, nem sempre isso é possível, devido às circunstâncias da vida.
      Deus criou o ser humano a Sua imagem e semelhança, com infinito amor e misericórdia. Desejou que todos lhe seguissem o exemplo. Entretanto, deu-lhes o livre arbítrio. Por isso, muitos, apesar de se dizerem Seus filhos, de dizerem "Se Deus quiser. g
Graças a Deus"; ("Toda língua confessará". Isso é bíblico), de O chamarem de Pai, não têm essa honra. Os marginais, assassinos cruéis, pedófifilos, mentirosos, enganadores, etc... também O chamam e falam assim -vícios de linguagem), são conduzidos, dirigidos pelo Príncipe deste Mundo. Traduzindo: por Lúcifer: um "cara" que vivia cantando e exaltando a Deus. Dizia-se bom. Será que ele vivia "ajudando" os outros? Todo fingido e falso tem essa "grande qualidade". Ou se poderia dizer essa característica de "lavagem de dinheiro"?
      Até os crocodilos choram, enquanto devoram sem piedade suas vítimas. Assim, também, são as víboras, cascavéis e serpentes peçonhentas: fingem uma bondade traiçoeira. Enroscam-se em sua "bondade" de línguas compridas e rasgadas, para darem o bote em suas vítimas, que vivem quietas em suas casas e que não pensam nelas, nem quando dão descarga, ao que defecam, nos seus sanitários. Perdão pelas palavras chulas. Passam-se por mimosos gatinhos peludos acarinhando àqueles que deram carinho, acolhida, saciaram sua fome e a de seus filhos. Gatinhos? 
      Infelizmente, são seres das trevas. Têm a escuridão na alma, no coração, nos olhos e na face, já que vivem sempre pensando e falando mal dos outros. "A boca fala do que o coração está cheio." O calabouço de seu interior é tão fétido, que exala sua própria natureza interior àqueles que já não conseguem dar o bote venenoso, pois já lhe descobriram o leito e o alimento da maldade em que vivem maldade. São dignas de pena ou de expurgo? 
      São pessoas pelo biotipo, mas pelo seu eu são elementos energúmenos. Seres das trevas, que precisam da luz dos outros para objetivo de vida, por isso caluniam, mentem, intrigam, difamam, colocam nas pessoas a quem invejam, suas próprias caracterítica.  As dores, os sofrimento da vida, deixam-lhes cada vez mais amargas e piores. Não têm capacidade ou inteligência para aprenderem com as vicissitudes pelas quais passaram. Embora essas dores possam terem sido muito violentas como perdas de filhos, pais, etc... Não se abrem para a compreensão, para o amor ou qualquer virtude própria de gente e não de ratos. Ratos? Poxa... Coitadinhos! Colaboram com o equilíbrio ambiental. Também dão seus bons exemplos, ao servirem de cobaias para a cura de seres humanos. Perdoem, senhores ratos, pela comparação. Prometo não mais ofendê-los.
      Pior é que, esse seres das trevas, são extremamente consumistas. Precisam ocupar, meio milímetro do vazio dos seus corações. Principalmente quando saem de uma vida de necessidades, para uma vida mais abundante. Esquecem o que foram. Será que naquela época eram um pouquinho gente?
      Amam o mês de dezembro! Ou melhor, adoram!
      Saciam sua mente de semente de mostarda, para fazerem umas comprinhas. "Poucas"! Kkkkk. 
      Afinal é Natal: um presentinho para o amiguinho Fulano, para o amiguinho desse amiguinho, para a vizinha, para a vizinha da vizinha, para o marido e ou esposa... Ah! Antes que eu esqueça. Perdão dona semente de mostarda. Ser minúscula não foi sua opção. Bem ao contrario desses elementos abortivos da natureza, aos quais me refiro. Sei que não escolheu o seu tamanho e cada um vale pelo que é. A senhora é uma geradora de alimento. Desculpe, também, à senhora, prometo não ofender mais.
      Agora, eu pergunto: Natal é isso? Comprar presentes, bebedices, fazer comilanças, mesas tão fartas, cujo excesso vai parar na lata do lixo, enquanto muitos tomaram um copo de água ou foram abandonados pelos pais a sua própria sorte, ou melhor sua desdita? Esqueceram os pecados já praticados? O crime de abandono de filhos, já cometido? Ou de conivência e omissão? Será que esquecem que, um dia, haverá uma condenação também para si próprios?
      Pobres e infelizes seres das trevas. Pobres cérebros de alfinete, sempre prontos para fincar e ver sangue como vampiros. Coitados, tão cegos, tão minúsculos!
      Mas voltando ao assunto. Natal! Dia de gratidão a Jesus, O Salvador da vida. Dia de celebrar o aniversário dAquele cujo objetivo, na terra, desde àquela época, até hoje, é AMAR, AMAR e AMAR sem reservas. Seu AMOR INFINITO, INEXPLICÁVEL, CONSOLADOR foi caluniado, difamado, crucificado... pelos que se achavam os senhores sabichões, conhecedores de tudo e do íntimo de todos e que, na realidade, eram cegos ignorantes e, pior, muito, muito maus; guiando outros cegos cabeças e ocupação de alfinete. Traduzindo: foi morto por esses, que não vivem. Apenas ocupam lugares nessa terra, pois são nada mais que Seres das Trevas. 
      Obrigado Jesus, por que tu retribuis a tudo isso com amor e esperança de que um dia esses seres te reconheçam como Senhor e te digam: Sim, eu te aceito.
      FELIZ NATAL!       
 
 
 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor