Pai! - por Maria Tavares

Pai! - por Maria Tavares

Pai!

Das saudades
Fiz uma oração…
Oração que brota
Do íntimo do meu ser 
De tanto te amar
Guardei no meu quarto
O teu retrato…

Muitas vezes te levo
a minha saudade em flores…
flores que ficam sorrindo 
Como se fossem beijos teus
Nos meus olhos teus afagos
Nos teus lábios…
o beijo que me queres dar
Sinto o calor da tua mão
que me agarra e me protege… 

Mas não consigo agarrar
A tua mão delicada… 
Partiste e eu fiquei tão triste
E não pude fazer nada
Estás longe…. longe de mim.
Tua hora foi chegada…
Foi Deus que te chamou
Porque entendeu assim…

E em mim ficou esta saudade 
sem fim Amo-te Pai… 

Maria Tavares

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor