Palavras - por Ana Stoppa

Palavras - por Ana Stoppa

Palavras

 

Palavras expressam  vida, aroma, cores, sons, energia, musicalidade,movimento, paz, amor, felicidade, esperança, luz e harmonia,   quando utilizadas com sabedoria.         

No entanto,  como ganham vida nas mãos ou na  voz de quem as escrevem  ou as proferem,  se mal utilizadas  transmitem  tristeza, destruição, vazios, contendas, mesquinhez, escuridão e inutilidades de todos os gêneros.

Por isso pensar  nunca é demais, até porque na reflexão reside  a capacidade de se aprimorar o espírito, de se  compreender o sentido da vida,  das palavras transmissoras de bons  sentimentos dentre eles  o amor ao próximo, um dos dez mandamentos de Deus.

Corações perversos não fazem versos e não raras vezes o correto  se revela no reverso,  por isso julgamentos ou posturas impensadas caminham  para a vala da segregação. 

Por falar em versos, versando sobre a vida, esta de breve nos assusta. Corre apressada feito o rio para o mar.

Mar, berço de sonhos, morada das sereias, santuário  líquido criado por Deus, que por nos amar desmedidamente  dentre tantos tesouro nos ofertou esta imensidão azul.

Como azuis são as palavras lívidas, serenas, amorosas, fraternais, construtivas, incentivadoras, esperançosas e solidárias, todas abrigadas no infinito dicionário do amor fraternal, obra única para o encontro da paz interior, lembrando que querendo ou não os seres humanos revelam  nas atitudes cotidianas o nível de paz e equilíbrio que carregam  no coração.

Universos isolados geralmente são escuros, úmidos, tristes, inóspitos, incapazes de abrir a mínima fenda para a entrada do sol ou permitir a prática da razão.

No emaranhado de palavras  onde as letras abraçam ou guerreiam, se amam ou  ou se odeiam  a razão se mostra o fiel da balança, basta que se reflita para que estas se manifestem  de pronto  para socorrer os incautos despejadores de letras tristes, destrutivas, amargas.

Por isso a importância de se agir com a razão alidada à sabedoria e a consciência da brevidade do tempo; dp papel de  cada um  visando colaborar para  a construção de um mundo melhor através de atitudes positivas,  de posturas éticas,  da prática da dialética.

 Manifestações negativas ou julgamentos em relação ao próximo,   rosários de palavras negativas proferidas de graça,   revelam   em síntese que os atores  habituados a estas posturas carecem de urgentes  ajustes nos quesitos aprendizado e simplicidade.

As palavras ácidas,   antes de atingirem  o semelhante  corroem quem as proferem, ao passo  que aquelas tecidas com a brandura  das almas  cientes do aprendizado,  são capazes de proporcionar alegria para quem as recebe e uma   indescritível paz interior  para os que as compartilham.

Alento, encanto, acalanto, canto de paz,  doce melodia que o coração inebria transmutando  a dor em infinita alegria, sentimentos  capazes de pacificar  o mundo, como o aprendizado nos faz compreender o sentido da palavra amor.

 

        

                

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor