Páscoa comercial ou real - por Rogério Araújo - Rofa

Páscoa comercial ou real - por Rogério Araújo - Rofa

Páscoa comercial ou real?

Rogério Araújo (Rofa)

 

O que mais observamos por aí nesses dias em que se aproxima a Páscoa é a propaganda desenfreada de ovos de chocolate e de coelhinhos, sejam para comer ou de pelúcia.

Mas será esse mesmo o sentido real da Páscoa ou seria apenas um apelo comercial em busca de lucro?

Foi na “Festa da Páscoa”, que já existia desde o Velho Testamento, num domingo, que Jesus Cristo ressuscitou como Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, para nos salvar. Ele morreu pelos nossos erros e sofreu por isso. Pagou com seu sangue inocente a culpa de todos nós.

“Ora, havendo Jesus ressuscitado cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios”. (Marcos 16.9). Ele voltou da morte para a vida unicamente pelos homens.

Assim, o sentido verdadeiro da Páscoa foi sendo modificado aos poucos, tirando Cristo e colocando coelhinhos e chocolates. Quase ninguém lembra mais o que é Páscoa devido a essas “modificações”.

Cristo, o cordeiro que morreu por você, que é a nossa Páscoa. Basta que o aceitemos como Senhor e Salvador para que Ele entre em nosso seu coração!

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor