Pelas ruas de Brockville - por Karem Schumacher

Pelas ruas de Brockville - por Karem Schumacher

PELAS RUAS DE BROCKVILLE

 

Agora andava suja pelas ruas, nada mais atingia seus sentimentos, estavam eliminados, procurava por comida como os cães, por vezes disputando as melhores partes.

 Só conhecia a água da chuva para tirar o pó que se acumulava em seus cabelos e andrajos, tinha as mãos enegrecidas, com unhas que lembravam garras esverdeadas. Não carregava nada diziam, estava sempre por ali, tinha o olhar perdido, falando sempre frases desconexas, que pareciam fazer muito sentido em seu alucinado comportamento, que por vezes andava agitada e nervosa, por outras, se mantinha quieta e imóvel, por um longo tempo, uma estátua grotesca.

Aqueles cabelos que um dia foram dourados e brilhantes agora eram um emaranhado marrom com todo tipo de pequenas coisas grudadas.

Nunca pedia comida, alguns comerciantes locais costumavam deixar vasilhas com algo para que ela pudesse pegar, tinham pena da coitada, não fazia mal a ninguém, era mansa, gostava dos cachorros e falava com os gatos, que eram seus mais fiéis companheiros.

Vivia cercada de gatos.

Rastejava pelas ruas, não estava viva, era uma sombra suja de uma vida perdida. Uma vida que se extinguira por amor, tinha perdido seu amor há muitos anos atrás, e sua mente se perdera depois disso, ela não seguiria em frente sem ele, não poderia, perdera sua doce alma, seu raio de sol, como ele costumava dizer quando estavam deitados na cama, com as pernas entrelaçadas e as almas fundidas, ela o perdera pra sempre, não sabia mais quem era, apenas procurava pelas ruas por ele.

Por anos a fio, caminhou por todos os lugares, fazendo seu corpo fraco e doente cair em qualquer lugar, e ali ficasse até que algo a despertasse de novo, ninguém enxergava seu mísero corpo.

Ela só queria vê-lo, tocar seu rosto amado mais uma vez, e pedir que a esperasse, logo estariam juntos para sempre, ela não conseguiu mais lidar com aquela dor, ela desistiu, mas não tinha a fraqueza necessária para acabar com tudo, persistia em sua busca perdida.

Rastejaria por algum tempo mais, procuraria por todos os becos até que um não precisasse mais procurar.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor