Pensares - por Neide Brasileiro

Pensares - por Neide Brasileiro

Pensares

 

Pensares, amor, que é bom ficar

Pensares, amor, que eu queria isso

Pensares, amor, que seria fácil

Pensares, amor, que conseguiria

 

Mas não pensares que a vida

É diferente do pensar

Que quase toda estrada faz curva

E quando a estrada não faz curva

 

A gente nem sequer

Dá o devido valor

Estrada sem curva

Dá sono, dá sossego e entedia

 

Pensares, amor, que eu jamais te pediria

Fica aqui bem pertinho

Juntinho e curves comigo

Não sei se vou aguentar

 

Pensares, amor, que eu jamais

Te diria que és a mulher da minha vida

Só você pode me ajudar

Vem comigo viver o meio da curva

 

Pensares, amor, que eu jamais apareceria

Que eu seria mais um que te maltrataria

Que eu seria mais um que pra ti nada significaria

Vem comigo, amor, ver o que tem após a curva

 

Pensares, amor...

Já pensares, amor, o que será que tem após a curva?

Pensares que estrada nova significa

Somente algo novo

 

Como pensares isso...

Se a sua cabeça é a mesma?

Pensares, amor, que garimpaste a pessoa certa

Pensares, amor, que essa saberia te entender

 

Mas e as curva?

Não pensares nelas?

Então pensa aí, meu amor

Que os seios da mulher amada tem curvas

 

Quero que tenha certeza se curvares comigo

Amadurecerás e compreenderás

Que viver bem é

Viver sem medo

 

Que ilusão é bom

E sonhar sem curvar

É mesma coisa que ilusão

É a mesma coisa que pisar em chão falso

 

E aí juntinhos vamos curvar?

Porque após sofrermos na curva

Não seremos os mesmos

Passando por ela amadureceremos

 

Compreenderemos, viveremos

Sentiremos e aproveitaremos

A felicidade de quem pode e sabe desfrutar

Entendeu, amor?

 

Só aproveita a vida

Ou se deita sobre a vida, amor

Quem já curvou e quem

Em curvas tombou.
 
 
 
 
 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor