Pirâmide do sertão - por Daniela Gebelucha

Pirâmide do sertão - por Daniela Gebelucha

Pirâmide do sertão!

 

Lágrimas rolam sem parar

No rosto enrugado do sertanejo

Já desacreditado pelos desejos

De que um dia a alegria

Volte a brilhar

E, o sorriso - irradiar

O coração do sertão

Que, agora, lhe faz chorar...

 

Só quem conhece o sertão

Sabe a dor que leva no coração...

Quem pisa nele -

Nunca sai igual

Pirâmide do sertão

Realidade ou ilusão?

 

Ao coração não cabe descrever

O que se sente ao pisar,

O que se sente ao morrer...

Neste chão,

Nos capins do sertão...

E as veredas,...

Um oásis em meio à secura

Árvores secas, folhas maduras...

Bem distantes

Uns ipês amarelos

- Que lonjura!

É o que enche os olhos

De quem por ali passa

Isso é mais do que querer,

É o sertão vivo,

Aqui, ali... dentro de você!

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor