Ponta Negra - por Italo Anderson

Ponta Negra - por Italo Anderson

Ponta Negra

 

Andando na praia

Em qualquer agosto

Eu lembro do gosto

Do primeiro beijo teu

 

Procurava uma coisa

No lugar errado

Quando me vi ao teu lado

Tudo aconteceu

 

Cada quiosque, um beijo

Cada beijo mais um me prometeu

Vinho, brisa suave e queijo

Te encontrei foi pra ser teu

 

Andando à noite

Ninguém na rua

Algo no pescoço

Só pra te enlouquecer

 

A noite era escura

A ponta era negra

A ponte era solta

Mas me levava até você

 

A praia era vazia

A noite era fria

Sem cor era a rua

 

Quando fui embora

Metade ficou com você.

 

Retirado do livro “Gaveta Aberta” (2014)

www.facebook.com/GavetaAbertaLivro

http://www.livrariacultura.com.br/p/gaveta-aberta-42270216

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor