Promessa cumprida - por Christina Hernandes

Promessa cumprida - por Christina Hernandes

Promessa cumprida

 

Esta historia me foi contata há muito tempo, não sei precisar por quem e nem em que circunstancia, só sei que é sinistra e intrigante por demais. Existia um senhorzinho muito bondoso, já com seus sessenta e poucos anos, morador de uma pequena cidadezinha no interior de Minas Gerais. Todos os dias, na mesma hora, batia em sua casa um mendigo, mais ou menos da sua idade lhe pedindo comida. Sem fazer nenhuma pergunta dava-lhe que de comer, e ambos seguiam seu caminho, o mendigo a andar pela cidadezinha e o bom senhorzinho aos afazeres em sua oficina de brinquedos.

Repetindo sua rotina o mendigo voltou à casa do senhorzinho para lhe pedir comida, ao invés disto o bom homem lhe ofereceu abrigo, o convidando a morar em um quartinho que havia nos fundos da sua oficina de brinquedos. O mendigo nem acreditou na oferta, aceitando prontamente, porém antes de se instalar disse ao bom homem que um dia pagaria pelo seu gesto de humanidade.

O tempo foi passando, dez anos havia se passado deste o convite do bondoso senhor. Um dia, o mendigo não saiu do seu quartinho como fazia toda manhã para tomar o café com o senhorzinho. Este preocupado foi bater-lhe à porta que estava entreaberta, ele a empurrou e para sua triste surpresa o mendigo havia falecido, segundo o médico de causas naturais, enfarto. O bom homem para completar seu ato de amor ao próximo fez seu enterro seguindo todos os rituais de despedida como a um familiar.

Os dias foram passando após a morte do mendigo, um dia o bom senhorzinho sonhou com o mendigo, o extinto lhe disse para olhar os números atrás dos guarda-roupa do quartinho, onde vivera, com os números deveria procurar um bilhete da loteria.

No outro dia o bom senhor acordou e contou a sua mulher o sonho que tivera. Essa por sua vez tirou da cabeça do marido dizendo que era apenas um sonho, mas o senhorzinho encasquetou com o sonho e mesmo contrariando sua mulher a levou até o quartinho onde o mendigo morara para que ela o ajudasse a empurrar os guarda-roupa.

Qual não foi a surpresa dos dois ao encontrar uma seqüência de números, que ambos não se lembravam de terem visto lá algum dia. Ele então copiou e saiu às pressas para procurar um bilhete de loteria com aquela série numérica. Para seu espanto, encontrou a série exata em um bilhete e não pensou duas vezes, comprou inteiro para desespero de sua mulher, em razão do elevado valor.

No dia seguinte, após o sorteio foi conferir seu bilhete e constatou que havia sido premiado.

Pensativo pensou “o mendigo cumpriu sua palavra”.

o0o

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor