Quarenta e um anos depois - por José Sepulveda

Quarenta e um anos depois - por José Sepulveda
 

Quarenta e um anos depois

 

Quarenta e uma rosas, quanto espinho

Tivemos que afastar o ano inteiro

Que, às vezes disfarçado de azevinho,

Tentava sufocar nosso canteiro...

 

Quarenta e uma provas de coragem, 

De força, de vigor, de confianca 

Que no decurso desta atroz viagem

Testaram nossa assaz preserverança...

 

Quarenta e um caminhos calcorreados,

Quarenta e um os pedregais saltados

Na caminhada bruta desta vida...

 

Quarenta e um os gritos de vitória

Que um dia hão de narrar a nossa historia

Gravada em Rocha firme, Amy querida

 

José Sepúlveda

 

 

 

Página do colunista no Facebook

http://www.divulgaescritor.com/products/jose-sepulveda-colunista/ 

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor