Quem disse que é impossível - por Isi Golfetto

Quem disse que é impossível - por Isi Golfetto
A diferença entre o possível e o impossível está na vontade humana. Louis Pasteur
Quem disse que é impossível...
Por Isi Golfetto
 
Todos nós, em algum momento, já nos decepcionamos por não termos conseguido realizar um sonho, alcançar um objetivo ou vencer um obstáculo.
É quase certo que alguns pensamentos começaram a martelar a nossa cabeça... “você não ia conseguir mesmo...”, “por que insistir em algo que não vai dar em nada...” “para que perder seu tempo, nem adianta tentar...”
Crenças limitantes. Isso mesmo, esses questionamentos são crenças limitantes.
Esse tipo de pensamento negativo tem o poder de sabotar a confiança que precisamos ter em nossas competências e nos impedem de alcançar aquilo que catalogamos como impossível.
A fim de mudarmos esse padrão é necessário transformar esses pensamentos do “é impossível” em “ações possíveis”.
É necessário identificar quais as crenças que estão nos impedindo de agir positivamente.
Para descobrir se há alguma crença limitante sabotando os seus projetos sugerimos um exercício simples e bem prático.
Liste em três colunas alguns objetivos que você quer alcançar.
Na primeira coluna escreva aquilo que considera "possível de alcançar”.
Na segunda, o que julga ter “50% de chances de alcançar”.
E, por fim, aqueles projetos que julga ser “impossível de alcançar”.
Lembre-se... tudo é possível até que se prove impossível. E mesmo assim... o impossível pode sê-lo apenas por um momento. Pearl S Buck
Feita a lista é hora de buscar ideias para superar as limitações através de ações práticas. Vamos nos inspirar em algumas lições.
Louis Pasteur. Pasteur é um exemplo de pessoa bem-sucedida. Para ele o impossível era apenas uma questão de tentativa e tempo. Pasteur deixou sua marca na história. Descobriu as causas de várias doenças e como preveni-las, e revolucionou a metodologia científica. Dentre as características que o destacaram no desenvolvimento dos seus experimentos estava a sua liberdade de pensamento. Utilizava a imaginação, a criatividade e principalmente a sua dedicação incansável e rigorosa.
Outras virtudes como determinação, paciência e persistência também moviam Pasteur na busca por resultados. Ele era incansável... só parava quando era bem-sucedido. Podemos afirmar que... por não acreditar que era impossível foi lá e fez. Pasteur passou para a História como um dos mais reconhecidos cientistas. Hoje a humanidade agradece e desfruta de todas as suas descobertas.
A mente humana. A nossa mente pode ser uma ferramenta usada para conquistas ou derrotas, avanços ou estagnação. Adquirir hábitos de pensar de maneira positiva, acreditar em si mesmo e principalmente acreditar em seus sonhos é o que faz a diferença entre o possível e o impossível.
Analise a sua lista. Observe o que está impedindo você de completar os 50% que faltam na conquista de seu objetivo. Coloque um pouco mais de motivação em suas ações, adicione algumas ideias criativas em seus planos e vai perceber que tudo é possível... o impossível só demora um pouco mais!
A abelha. A natureza não questiona a tal da impossibilidade. Testes realizados com abelhas em um túnel de vento constatou que segundo as leis da aerodinâmica, abelhas não podem voar. Seu peso, sua forma, as dimensões de seu corpo e o pequeno tamanho de suas asas tornam o voo impossível. A abelha não sabia sobre essa impossibilidade e ela simplesmente voa. Impossível é o que nunca se tentou.
A conquista do possível é isso... não dar ouvidos para o que dizem ser impossível... é superar adversidades... é questão de tempo... de persistência... de dedicação e, principalmente de acreditar que é possível.
Vamos lá. Confie em seu potencial. À medida que avançar no caminho vai descobrir que os objetivos que antes considerava impossíveis começam a parecer possíveis. E logo estará dizendo... se for difícil eu faço... se for impossível me dá mais cinco minutos.
Convido você a complementar essa leitura com o artigo “E eu nem sabia que podia”. O conhecimento é uma ferramenta que nos liberta e nos capacita a interromper padrões negativos. Aguardo você lá. Boa leitura!
Foi um prazer estar em sua companhia!
Um grande e possível abraço
Isi

A diferença entre o possível e o impossível está na vontade humana. Louis Pasteur

Quem disse que é impossível...

Por Isi Golfetto

 

Todos nós, em algum momento, já nos decepcionamos por não termos conseguido realizar um sonho, alcançar um objetivo ou vencer um obstáculo.

É quase certo que alguns pensamentos começaram a martelar a nossa cabeça... “você não ia conseguir mesmo...”, “por que insistir em algo que não vai dar em nada...” “para que perder seu tempo, nem adianta tentar...”

Crenças limitantes. Isso mesmo, esses questionamentos são crenças limitantes.

Esse tipo de pensamento negativo tem o poder de sabotar a confiança que precisamos ter em nossas competências e nos impedem de alcançar aquilo que catalogamos como impossível.

A fim de mudarmos esse padrão é necessário transformar esses pensamentos do “é impossível” em “ações possíveis”.

É necessário identificar quais as crenças que estão nos impedindo de agir positivamente.

Para descobrir se há alguma crença limitante sabotando os seus projetos sugerimos um exercício simples e bem prático.

Liste em três colunas alguns objetivos que você quer alcançar.

Na primeira coluna escreva aquilo que considera "possível de alcançar”.

Na segunda, o que julga ter “50% de chances de alcançar”.

E, por fim, aqueles projetos que julga ser “impossível de alcançar”.

Lembre-se... tudo é possível até que se prove impossível. E mesmo assim... o impossível pode sê-lo apenas por um momento. Pearl S Buck

Feita a lista é hora de buscar ideias para superar as limitações através de ações práticas. Vamos nos inspirar em algumas lições.

Louis Pasteur. Pasteur é um exemplo de pessoa bem-sucedida. Para ele o impossível era apenas uma questão de tentativa e tempo. Pasteur deixou sua marca na história. Descobriu as causas de várias doenças e como preveni-las, e revolucionou a metodologia científica. Dentre as características que o destacaram no desenvolvimento dos seus experimentos estava a sua liberdade de pensamento. Utilizava a imaginação, a criatividade e principalmente a sua dedicação incansável e rigorosa.

Outras virtudes como determinação, paciência e persistência também moviam Pasteur na busca por resultados. Ele era incansável... só parava quando era bem-sucedido. Podemos afirmar que... por não acreditar que era impossível foi lá e fez. Pasteur passou para a História como um dos mais reconhecidos cientistas. Hoje a humanidade agradece e desfruta de todas as suas descobertas.

A mente humana. A nossa mente pode ser uma ferramenta usada para conquistas ou derrotas, avanços ou estagnação. Adquirir hábitos de pensar de maneira positiva, acreditar em si mesmo e principalmente acreditar em seus sonhos é o que faz a diferença entre o possível e o impossível.

Analise a sua lista. Observe o que está impedindo você de completar os 50% que faltam na conquista de seu objetivo. Coloque um pouco mais de motivação em suas ações, adicione algumas ideias criativas em seus planos e vai perceber que tudo é possível... o impossível só demora um pouco mais!

A abelha. A natureza não questiona a tal da impossibilidade. Testes realizados com abelhas em um túnel de vento constatou que segundo as leis da aerodinâmica, abelhas não podem voar. Seu peso, sua forma, as dimensões de seu corpo e o pequeno tamanho de suas asas tornam o voo impossível. A abelha não sabia sobre essa impossibilidade e ela simplesmente voa. Impossível é o que nunca se tentou.

A conquista do possível é isso... não dar ouvidos para o que dizem ser impossível... é superar adversidades... é questão de tempo... de persistência... de dedicação e, principalmente de acreditar que é possível.

Vamos lá. Confie em seu potencial. À medida que avançar no caminho vai descobrir que os objetivos que antes considerava impossíveis começam a parecer possíveis. E logo estará dizendo... se for difícil eu faço... se for impossível me dá mais cinco minutos.

Convido você a complementar essa leitura com o artigo “E eu nem sabia que podia”. O conhecimento é uma ferramenta que nos liberta e nos capacita a interromper padrões negativos. Aguardo você lá. Boa leitura!

Foi um prazer estar em sua companhia!

Um grande e possível abraço

Isi

 
 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor