Raul Ferrão - Entrevistado

Raul Ferrão - Entrevistado

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Raul Ferrão, nasceu em Lisboa a 22 de Maio de 1960, residindo actualmente em Santo André – Barreiro.

A literatura, o teatro e a pintura, são vertentes artísticas às quais se dedica entre outras actividades, nomeadamente a de Dirigente Associativo.

Autodidacta, escreve e pinta por paixão, traduzindo nas duas vertentes artísticas, as emoções, os encantos e os desencantos que vai vivenciando.

É presidente da Associação MAR D'ARTES - Associação de Cultura e Arte - Portugal, recentemente formada.

Acredita que a pintura é poesia cantada noutras cores.

 

“Tenho uma necessidade criativa eclética e necessito de me completar criativamente com palavras, cores e acções. Comunicar e partilhar emoções é essencialmente o que pretendo com as minhas actividades.”

 

Boa Leitura!

 

SMC - Escritor Raul, é um prazer ter você conosco no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que veio primeiro a arte ou a poesia?

Raul Ferrão -  Olá. Na realidade perde-se no tempo essa questão, mas penso que descobri a poesia ainda menino pelos meus sete/oito anos quando procurava razões para coisas das quais não compreendia a existência. Descobri o encanto da poesia na biblioteca da localidade de Tramagal de onde o meu pai era nativo, através da obra de Fernanda de Castro que semeou no meu íntimo o prazer de escrever. Nessa localidade e sob a influência das paisagens do Tejo escrevi os primeiros versos.

A pintura viria mais tarde pelos 17/18 anos de idade.

 

SMC  - De que forma a arte e a poesia estão presente em sua vida?

Raul Ferrão -  Complementam-se simplesmente, entre outras actividades. Tenho uma necessidade criativa eclética e necessito de me completar criativamente com palavras, cores e acções. Comunicar e partilhar emoções é essencialmente o que pretendo com as minhas actividades. Sem essa criatividade não estou completo e sinto-me inútil.

 

SMC - Que temas você aborda em seus textos literários?

Raul Ferrão -  Na realidade abordo a vida e as emoções com que ela me vai brindando. Tento descobrir o lado encantado das coisas e partilhá-las porque nem só de pão vive o homem.

 

SMC - Em que momento pensou em publicar “Sementes... de poesia”?

Raul Ferrão -  É um projecto que visa desmontar a poesia e o poeta, utilizando uma linguagem simples e acessível, que faça interiorizar a quem ler esse trabalho que há poesia dentro de nós todos sem excepção e também na vida, nos actos, nos pensamentos, que a poesia semeada dá frutos importantes e estimula os actos das pessoas. Que semear poesia é semear ideias que florescerão porque o poema tem esse poder de incitação.

 

Como foi a escolha do Titulo?

Raul Ferrão -  Sinto que a poesia é uma semente fecunda que me tem dado muitos frutos e sorrisos. Não poderia dar a esta obra outro título.

 

SMC - Raúl, onde podemos comprar o seu livro?

Raul Ferrão -  O livro ainda não está distribuído pelas livrarias, mas a Editora Modocromia está a trabalhar nesse sentido e muito brevemente estará à venda nas principais livrarias nacionais incluindo Açores e Madeira. Por enquanto poderá ser adquirido por solicitação para o meu mail ou através da minha página ou da página da editora no facebook.

 

SMC - Quais os principais objetivos do artista Raul Ferrão?

Raul Ferrão -  Criar enquanto as minhas capacidades físicas me permitirem e partilhar essa criatividade para gerar sorrisos.  Não saberia viver sem comunicar criativamente.

 

SMC - Conte-nos um pouco sobre quais os objetivos e principais atividades da Associação de Cultura e Artes, da qual você é hoje presidente?

Raul Ferrão -  A MAR D’ARTES é um projecto que visa dar voz a quem nunca a teve criativamente. Existem muitos autores, escritores, pintores, escultores, artesãos, etc que nunca tiveram a oportunidade de mostrar os seus trabalhos. A MAR D’ARTES pretende divulgar esses anónimos e impulsionar a afirmação desses valores hoje anónimos. Por outro lado colocá-los em paralelo com outros já afirmados na praça e permitir uma evolução desses talentos através da partilha de saberes e da parceria com outras instituições congéneres. Visa também a realização de palestras sobre artes e cultura em geral como forma de contribuir para o crescimento intelectual dos nossos artistas.

 

SMC - Como você se vê dentro do mercado literário/artístico português?

Raul Ferrão -  O mercado literário/artístico português sempre andou e andará ao sabor da economia. Da saúde da economia depende a saúde desse mercado. Não sou um protagonista de peso na literatura ou na pintura, sou apenas um metro e sessenta e sete de gente que escreve e pinta emoções e tenta partilhá-las através do seu trabalho criativo.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor o artista Raúl Ferrão, que mensagem você deixa para nossos leitores?

Raul Ferrão -  Que vale a pena viver, criar e partilhar como os outros o que de melhor sabemos fazer e que a vida assim tem um sabor bem mais agradável.

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor