Revolução Era industrial x Era digital - por Wilson Rodrigues Sylvah

Revolução Era industrial x Era digital - por Wilson Rodrigues Sylvah

"Revolução; Era industrial x Era digital.”

 

A história está aí para exibir descaradamente, o que a revolução industrial fora capaz de fazer, em, e a favor da humanidade, grandemente criticada no século passado, por ser responsável em gerar um consumismo desenfreado e sem precedentes.

Charles Chaplin, sabidamente nos fez refletir sobre a revolução em seus filmes "mudos" que gritavam em nossos ouvidos como a "desgraça" e o "fim" do homem do campo, quando em busca de seus sonhos, viveu à margem do "capitalismo selvagem" da era industrial.

 

Até hoje a humanidade paga ou recebe seus efeitos.

 

Mas, gênios loucos, como Thomas Edison - Soichiro Honda - Santos Dumont - Steve Jobs - Bill Gates - Hewlett-Packard - Mark Zuckerberg, uns poucos que revolucionaram o mundo tecnológico e digital, nos presentearam com inventos simplesmente geniais e transformadores.

 

Temos que reconhecer que, estas tecnologias transformaram a comunicação em redes, e revolucionaram a forma de como tudo o que fazemos hoje, já não ficará mais em sigilo, aproximando pessoas e negócios, antecipando curas, fazendo surgir anônimos da noite para o dia em celebridades em todas as áreas da vida cotidiana, tanto quanto transformar celebridades intocáveis em réus.

E, ao mesmo tempo e velocidade em que fizeram cair corruptos e a corrupção generalizada pelo mundo.

Levantam movimentos de classes, que agora tem o poder de, num simples clique, em minutos, reunir ideias e idealistas em prol da justiça, ou em benefícios das minorias, dar voz, colocar pessoas intocáveis em seus devidos lugares.

Uma música ou um intérprete fica famoso da noite para o dia.

Um personagem político pode da noite para o dia se transformar de ídolo a idiota.

Um pensamento será capaz de reunir milhões de pessoas a seu favor.


Ou, um Presidente perder seu cargo por qualquer besteira que cometer!

O Big Brother da vida real tem sido uma ferramenta em favor da justiça e do bem!
Lógico, que será capaz de transformar ideias e ideais erradas, em fontes de inspiração para doentes ou elevar um único paladino do bem em herói nacional.

Como seria possível apenas um "Juiz" de uma república pequena, transformar o mundo do crime institucionalizado, facção mundial com forças até então inatingíveis, num passado não muito recente, capaz de destruir o mundo, em uma favela criminal?

As redes sociais, que tem muitas "banalidades", também tem a plena capacidade de mostrar a olho nu, como vive um ser do bem e um ser do mal e suas conjecturas.

O empoderamento, uma palavra ainda nova, colocou de novo a capacidade de mobilização local, regional ou nacional, à inclusão de vozes até então, incapazes de sair das paredes de seus domicílios.

Bendita seja a inclusão digital, aonde não se escolhe classes e sim, pensamento de "ordem e progresso" escrito por um louco na bandeira do Brasil!

Viva a tecnologia, pois o tempo do coronelismo acaba de ser sepultado!

Viva uma nova revolução com fins sem precedentes!

Você pode até ignorar, mas o mundo não irá ignorar você!

A Geração Y, também chamada de geração do milênio ou geração da internet, termo "millenial" foi criado pelo historiador e economista norte-americano Neil Howe, nos anos 1990.

 Fazia menção à geração nascida a partir do início dos anos 1980, responsável por tamanha transformação de tudo o que achávamos que sabíamos sobre comunicação.

 

O alfabeto está acabando, como chamaremos a próxima geração?


Um BRINDE ao imaginável mundo novo digital!

 

Autor: Wilson Sylvah

@WilsonSylvah

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor