Rio da Cidade - por Bernadete Bruto

Rio da Cidade - por Bernadete Bruto

Rio da Cidade

 

Rio

- Água lamacenta -

Que corta

Enfeia

Minha Cidade

Olho para este rio

Que nunca vi limpo

Nunca usei

Nem precisei

Assim pensei:

- Sou da Cidade.

Tenho água encanada!

Quanto tempo fui enganada!

Não sei se sinto mais pena de mim

Ou do rio...

 

(Poesia Bernadete Bruto, Foto Wagner Okasaki. Livro: Querido Diário Peregrino, P. 27)

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor