Sagração de príncipe cristão, no Brasil republicano - por Mário de Méroe

Sagração de príncipe cristão, no Brasil republicano - por Mário de Méroe

Mário de Méroe

 

Sagração de príncipe cristão, no Brasil republicano[1].

 

         A plenitude da fons honorum das igrejas tradicionais, sejam do ramo Católico Romano ou ortodoxo, é reconhecida internacionalmente mesmo em países de orientação política republicana, respeitando-se apenas a ordem pública e/ou convenções internacionais.  Em época recente, o Brasil foi palco de um desses acontecimentos, o que muito nos dignificou.

       Citamos a sagração do cidadão brasileiro, Professor Doutor Waldemar Baroni Santos, residente em São Paulo-SP (Brasil), pela Santa Igreja Católica Apostólica Romana, como Príncipe Cristão, em cerimônia pública, no final do ano de 1976, sendo a cerimônia amplamente divulgada pela imprensa nacional e internacional.

        Os Atos Litúrgicos de sagração e unção com os Santos Óleos, e a respectiva entronização como Príncipe Soberano, bem como a ordenação Miles Christi, foram realizados na Capela do Instituto Educacional e Social (ISE), oficiados solenemente por Sua Excelência Reverendíssima Dom José Lafayete Ferreira Álvares[2], na época Bispo Diocesano de Bragança Paulista – Estado de São Paulo – Brasil, em data de 01 de novembro de 1976.

        Esse fato histórico foi registrado na forma ritual e protocolizado sob o nº 781/73, Liv. II, fls. 47, do Livro de Tombo da Cúria Diocesana, outorgando a esse príncipe, ipso facto, o direito próprio às prerrogativas soberanas, que se inserem indelevelmente à sua pessoa, com transmissão hereditária ad perpetuam, nos termos do direito dinástico, sendo mencionado com destaque em diversas obras.

        Na foto abaixo: D. Waldemar Baroni Santos, em solene Pontificial, é sagrado com os Santos Óleos, pelo Bispo Diocesano Dom José Lafayette, em 1976.

     Fonte: Baroni Santos, W,Tratado de Heráldica Vol. IV – Direito Nobiliário,

      p. 161,Arquivo Fotográfico.

 

        Em 12/07/2011, tive a honra de acompanhar S.A.R. o príncipe D. Alexander Comnnène Palaiologos em visita ao venerando mestre D. Waldemar Baroni Santos, que está perfeitamente lúcido, alegre e comunicativo como sempre, em seus quase cem anos de idade, conforme foto abaixo, tirada na ocasião.

 



[1]Méroe, Mário de, La Teocrazia Bizantina in Italia, 2011, p. 36, item 4-2 (no idioma italiano.

[2]Dom José Lafayette Ferreira Álvares (30/11/1903 – 07/03/1997), ilustre cidadão brasileiro, e sacerdote católico romano. Realizou seus estudos de Filosofia e Teologia no Seminário Central do Ipiranga, em São Paulo. Ordenado sacerdote em 15/08/1934, sendo incardinado à Arquidiocese. Nomeado Bispo auxiliar, em 26/07/1965, recebendo a sede titular de Carcábia (distrito de Bizacena, antiga província romana na África, correspondendo, hoje, ao território da Tunísia); ordenado bispo em 08/09/1965, e em 01/02/1971 foi designado Bispo diocesano de Bragança Paulista, permanecendo nessa função até 10/11/1976, quando o Papa Paulo VI aceitou sua renúncia. Faleceu em 07 de março de 1997, como bispo emérito daquela diocese. No listel de seu brasão-de-armas, havia a legenda: Fidelis Servus Et Prudens, lema inspirado no Evangelho de São Mateus, 24,45.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor