Se o Brasil fosse um pouquinho sério... - por Guilherme Cardoso

Se o Brasil fosse um pouquinho sério... - por Guilherme Cardoso

Se o Brasil fosse um pouquinho sério...

 

O que aconteceu com a Petrobras, comprando uma refinaria em Pasadena-Texas por 1.5 bilhão de dólares, quando ela valia na época 45 milhões de dólares, se fosse em um país desenvolvido da Europa, Estados Unidos ou da Ásia, estariam todos os envolvidos já presos de verdade, encarcerados com uniforme de presidiário.

Mesmo que os acusados fossem figurões da política nacional, como neste caso, diretores da Petrobras e a presidente da República Dilma Rousseff.

E se o fato ocorresse no Japão, possivelmente os responsáveis já teriam se suicidado pela vergonha da mancha em suas carreiras.

Criminosos atacam mais uma vez UPPs, unidades de policiamento no Rio de Janeiro, ferem e matam policiais. Menores fazem arrastão em restaurante de luxo em São Paulo. Bandidos comandam de dentro dos presídios assaltos, roubos e mortes nas cidades brasileiras. Ônibus de turismo são assaltados nas rodovias todos os dias. Polícia prende mais de 50 bandidos em uma operação no Distrito Federal e duas horas depois eles são soltos por liminares. Posto de combustíveis é assaltado pela milésima vez e não sabe mais o que fazer.

Este é o retrato da Segurança Pública no Brasil. Assaltos, roubos e homicídios se repetem a cada hora nas grandes e pequenas cidades do país. As estatísticas mostram que mais pessoas são assassinadas diariamente no Brasil do que em qualquer lugar do mundo, mesmo onde acontecem guerras e atentados, como no Oriente Médio.

E por que as autoridades não adotam imediatamente no país o programa Tolerância Zero, que tanto sucesso fez em Nova York, quando a polícia prendeu e manteve presos toda a bandidagem da cidade? Faltam cadeias? Façam parcerias com as empresas privadas para construírem e gerenciarem os presos.

Enquanto não fazem nada, não seria o momento de liberar o porte de armas de pequeno calibre para qualquer cidadão neste país? A Constituição diz que todo cidadão tem direito a segurança.  É só obrigar o interessado a ter aulas de tiro, passar por testes psicológicos e de qualificação e depois receber uma carteira. Como se faz para obter uma Carteira de Motorista.

Tá faltando vontade política no país.

Ah, se o Brasil fosse um pouquinho sério.

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor