Sinélia Peixoto - Entrevistada

Sinélia Peixoto - Entrevistada

 

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Sinélia Espíndola Peixoto nasceu em Brasília em 06 de Dezembro de 1977, estudou sua vida toda em Brasília. Fez um ano de intercâmbio para os Estados Unidos quando era adolescente, voltou e começou a trabalhar como professora de inglês logo que entrou para a Faculdade. Cresceu ali, em Brasília, viu a cidade crescer à sua volta, fez amigos, mas sempre tinha o desejo de sair, conhecer o mundo. Fez faculdade de Letras – Português/ Inglês na Universidade Católica de Brasília, de 1996 à 1999. Depois fez seu mestrado na University of Liverpool – Liverpool na Inglaterra de 2000 à 2001. Ela foi professora universitária, professora da educação infantil,e professora particular, tradutora e hoje é servidora pública, trabalha na Secretaria de Educação de Brasília e com esse livro se tornou também uma escritora. Sinélia sempre escreveu, quando adolescente teve poemas publicados na escola onde estudava e gosta de escrever desde sempre. Ela tem sua vida toda em Brasília, tem dois filhos pequenos ainda, é divorciada e sabe bem o que as mulheres passam e sofrem nos dias de hoje tendo que cuidar da casa, da família, dela mesma e trabalhar fora ao mesmo tempo. Por que eu?,  Por que não eu?  E  Agora Sim sou seu! São três livros escritos por ela para a mulher atual, romântica, dona de si, trabalhadora, mãe, batalhadora, forte, que enfrenta a vida com garra e que mesmo assim não perde sua doçura, sua feminilidade e sua beleza interior. São livros que nos mostram que conseguimos tudo com amor e dedicação, basta a força de vontade e coragem de assumir nossas responsabilidades e lutar sempre.

 

Boa Leitura a todos!

 

Divulga Escritor - Escritora Sinélia, é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos em que momento pensou em escrever a trilogia “Por que eu?”,  “Por que não eu?”  E  “Agora Sim sou seu!”?

Sinélia Peixoto - Na verdade, eu estava em um processo intenso de terapia logo após o meu divórcio e meu terapeuta disse que eu deveria escrever um diário, já que tinha muita coisa em minha mente que precisava ser liberado; só que eu não conseguia escrever um diário, porque acho que meus dias são todos iguais. Então, depois de muito insistir nisso e ver que não ia dar em nada, o meu terapeuta resolveu me pedir pra escrever qualquer coisa e me desafiou dizendo que se eu não escrevesse, eu não estaria liberada da terapia. Um belo dia, eu estava caminhando no parque e tive certeza que estava pronta pra escrever algo. Cheguei em casa e comecei, nisso escrevi os últimos dois capítulos do Por Que Não Eu? em menos de 20 minutos, aí quando eu percebi que o que eu tinha escrito era um livro, simplesmente voltei e comecei a escrever o começo da estória, surgindo assim o Por Que Eu? e o Por Que Não Eu?; Em um mês terminei os dois livros, mas achei que a mulherada iria acabar comigo se eu não escrevesse o terceiro; aí surgiu o Agora Sim Sou Eu!

 

Divulga Escritor - Qual o foco principal da mensagem que você quer transmitir ao leitor através dos textos apresentados em seus livros? Conte-nos um pouco sobre a construção do enredo que compõe cada obra.

 

Por que eu?” –  Nesse livro trabalho relacionamentos tanto consigo mesmo quanto com o parceiro. É um romance baseado em estórias reais. É um processo de autoconhecimento, faço várias perguntas, nas quais cada pessoa terá uma resposta. O intuito aqui é começar a pensar sobre sua vida, seu relacionamento, naquilo que realmente queremos para nós e para nosso futuro. Falo de sexualidade e de como isso é importante tanto para o casal quanto para o indivíduo. Falo do casamento, da dificuldade de permanecer um casal quando os filhos nascem e da dificuldade de ser mãe, ter uma carreira e ainda assim não perder sua feminilidade, sua sexualidade e permanecer casada, ao mesmo tempo que passa por tudo isso.

 

  “Por que não eu?”  - É um livro sobre perdas, nesse livro a personagem principal se depara com a perda daquilo que ela mais ama e da base, na qual foi construída sua vida. Ela tem que reconstruir tudo de novo. É um processo de reconstrução do Eu. Ela se vê sozinha, sem identidade, sem amor, sem ninguém para ajudá-la depois de seis anos de luta. E ela tem que se ajudar, porque nesse processo a ajuda tem que vir dela mesma, é interno, a cura e a reconstrução começa dentro de cada um. O sofrimento da personagem é mostrado e esse processo de análise da vida dela e das perdas sofridas é necessário para a reconstrução da autoestima e da personalidade da personagem principal. Continua como um processo de autoconhecimento, no qual várias perguntas são lançadas e cada leitor terá sua resposta, de acordo com sua vida, só que aqui ela se analisa; vê o que perdeu e o que aprendeu em sua vida. Ela descobre que pode escolher o que quer daqui pra frente. Sua vida é escolha sua.

 

 “Agora Sim sou seu!” - Nesse livro trabalho escolhas. A personagem principal descobre o valor de sua vida, o que tem que ser vivido e o que pode ser evitado. É um romance, no qual ela escolhe seu parceiro, faz testes com vários outros parceiros para ver se dá pra aprender a amar alguém ou se o amor é algo que ela precisa já ter antes de começar um relacionamento; e decide aquilo que ela quer viver daqui pra frente. Ainda como um processo de autoconhecimento, a personagem se depara com o seu pior, como seu espelho; tenta se livrar e enfrentar dos seus maiores defeitos. No final, ela escolhe que quer ser feliz e fará tudo que for possível para isso. O amor bate a sua porta e ela decide abri-la e aceitar o que vier de bom para ela e sua família.

 

Divulga Escritor - O que a inspira a escrever sobre mulheres?

Sinélia Peixoto - Eu sou mulher e como mulher, você faz vinte coisas ao mesmo tempo, porque você não tem escolha hoje em dia. Você tem que trabalhar, cuidar da casa, dos filhos, educá-los, pagar contas, malhar, cozinhar, estudar (porque nunca podemos parar de aprender), e ainda queremos amar, ser amada, continuar sendo doce, feminina, sensual e sexualmente ativa. Ser mulher é muito complexo! E eu como professora e escritora tiro o meu chapéu para aquelas que conseguem tudo, do jeito delas, mas conseguem. Ninguém é perfeito, mas estamos sempre tentando fazer nosso melhor e o amor faz parte disso. Amamos intensamente, nos doamos arduamente, batalhamos todos os dias e eu quero contar essas estórias reais em meus livros; estórias de mulheres reais que lutam por sua vida, que tentam ser felizes, mesmo que o mundo não colabore com elas. Mulheres que nunca perdem a esperança e a fé; são essas mulheres que merecem ser celebridades e que merecem ser inspirações para o mundo.

 

Divulga Escritor - No momento, o leitor pode encontrar o primeiro livro da trilogia “Por que eu” qual a previsão para publicação dos outros dois?

Sinélia Peixoto - O Por Que Eu? foi publicado pela Editora Chiado. Ele está chegando às livrarias devagarzinho, porque estamos em um país onde não se lê e não se investe muito em livros. Caso você não o encontre, pode pedir para a livraria encomendar ou comprar pelo site da Chiado. Ainda não assinei o contrato dos outros dois, mas estamos programando para que o Por Que Não Eu? seja publicado ainda esse ano. Estou aberta a sugestões e a negociações, porque os livros já estão escritos.

 

Divulga Escritor - Onde podemos comprar o seu livro?

https://www.chiadoeditora.com

Livraria Cultura, Leitura, Saraiva, Siciliano e me disseram que estão negociando com a Fnac

 

Divulga Escritor - Observando o cenário mundial, como você vê a posição da mulher no cenário atual brasileiro.

Sinélia Peixoto - Há 50 anos atrás, não éramos quase ninguém. É incrível como o mundo evoluiu em tão pouco tempo. Hoje, temos uma presidente (mulher); somos donas de empresas, diretoras, presidentes de grandes corporações, estamos em todos lugares. O Brasil ainda é um país machista, no qual a maioria dos homens ainda acha que podem mandar nas mulheres, e que a responsabilidade pela casa e filhos é só nossa; mas estamos nos modificando aos poucos. Atualmente, a mulher tem conquistado espaço tanto dentro quanto fora de casa, temos maridos que cooperam e nos ajudam mais, dividindo o trabalho de casa e criação dos filhos; e disputamos vagas de empregos com os homens. Então, na verdade, o que precisamos é de ajuda e cooperação, porque disposição para trabalho, dedicação, amor e inteligência, nós temos; e a cada dia provamos mais isso à todos.

 

Divulga Escritor - Quais os principais hobbies da escritora Sinélia Espíndola Peixoto?

Sinélia Peixoto - Ler, ler, ler… Depois vem: viajar, brincar com meus filhos, namorar, dançar, assistir um filme e comer chocolate.

 

Divulga Escritor - Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário no Brasil?

Sinélia Peixoto - Precisamos de investimento. O mercado brasileiro, hoje, investe milhões em traduções de livros, principalmente americanos e quase nada em escritores brasileiros. Precisamos investir na gente, no nosso povo, no nosso país. Precisamos de livros que retratam nossa realidade e não a realidade americana ou a européia (nada contra os americanos ou os europeus, amo aqueles países, já morei tanto nos EUA, quanto na Inglaterra; tenho família e amigos que moram lá e até planejo morar lá com meus filhos por um ano, para eles conhecerem de perto outra cultura); mas a realidade brasileira é bem diferente. A família brasileira é estruturada de maneira singular e somos um povo mais caloroso e amoroso do que os europeus. Acredito que temos escritores fantásticos aqui, que não estão tendo chances de serem conhecidos, porque as editoras preferem pegar algo que já está pronto e traduzir, em vez de acreditar na gente. Meu sonho era ver os brasileiros crescendo e ficando conhecidos mundialmente.

 

Divulga Escritor - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor a Escritora Sinélia Espíndola Peixoto, que mensagem você deixa para nossos leitores?

Sinélia Peixoto - Vamos ajudar nosso país a crescer. Vamos ler mais, comprar livros brasileiros, investir em nosso país; ajudar nosso povo a se desenvolver e a se melhorar. Mulheres, vamos à luta! Vamos nos valorizar, batalhar por nossa vida, se conhecer, investir em melhorias, em autoestima, em autoconhecimento. Recomecem se precisarem, joguem fora o lixo que os prendem ao passado. Cultivem uma vida leve e amem ao máximo, pois só através do amor a nós mesmos, seremos capazes de amar o outro. Conheça-te a ti mesmo: a máxima de Delfos nos mostra que quando nos conhecemos, conseguimos nos valorizar e aprender cada vez mais sobre o outro. Através de nós mesmos e dos nossos limites, aprendemos a respeitar o limite do outro. Então se valorize, se conheça, lute por si mesma. Obrigada por tudo, por lerem e espero que gostem e divulguem o Por Que Eu?; a página da Trilogia do Eu tanto no Facebook quanto o blog estão à disposição para maiores esclarecimentos e parcerias. Obrigada!

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor