Sonho Encantado - por Anchieta Antunes

Sonho Encantado - por Anchieta Antunes

SONHO ENCANTADO

 

O que vou contar a seguir é fruto da imaginação um sonho; um sonho que sonhei e que me encantou. Os sonhos não são embustes, mas sim fantasias que desejamos durante a vigília diurna. Quanto mais criatividade intelectual, mais fantasiosos os sonhos, e, consequentemente, mais bonitos, mais apaixonantes e inesquecíveis.

Foi ontem à noite, (03/02/2016) no final da jornada noturna, quando estamos nos preparando para iniciar mais um dia de atividades. Os bocejos aparelhavam o corpo para alguns momentos de preguiça indispensáveis para o desempenho matutino, quando, numa escorregadela do destino, ou da vontade de não levantar, comecei a sonhar, sem nem mesmo implorar, o sonho mais encantador e lúdico que tive em toda minha vida.

Um museu a céu aberto, uma exposição de quadros de pintores famosos pela qualidade de suas obras, reconhecidas universalmente por outros artistas e amantes em geral da arte da pintura                   Uma pintura de sonho, que maravilha!!!

Figuras exóticas, grandiosas e grotescas, com requintes de prima dona, com Baco’s regurgitando tintos e verdes, elementos arabescos, rococó, barroco, e burlescos, crescendo em tamanho, tornando-se gigantescos e disformes, tomando formas sobrenaturais risonhas, bisonhas, em metal, em couro, papelão e madeira. Adquiriam personalidade e andavam nas ruas e avenidas, nas praças e coretos, subiam nos ônibus e bondes que por ali trafegavam, como se fossem os donos da casa, a transportar neófitos voluntários. Figuras grotescas ampliando-se em camadas de metais, transfigurando-se em estribilhos inusitados, em moldes inesperados e desconhecidos do populacho.  

A vida em ebulição, em evolução, como esteira de delírios rascunhando estrofes poéticas, riscando o céu com o dedo, molhando a chuva com saliva e lágrimas de emoção. Na calha da testa um mundo de aventuras caminhadas passo a passo, escolhendo as fisionomias mais alegres, para não deixar de comparecer diante do absurdo, do inesperado teatro ao ar livre, repleto de curiosidades. Um encanto de sonho, que gostaria de sonhar todas as noites de meus dias.

Uma explosão de cores e movimentos, de capas artísticas sobrepostas a guisa de elemento decorativo, chamamento para o desconhecido em plena cidade, transformando-se em esculturas esbeltas, burlescas, surreais e malabaristas. Tudo em movimento ininterrupto, saltitando de uma cena para outra em constante criação artística, como em ópera bufa da idade média nos palácios venezianos. Bichos rastejantes orientados em metal, entre nossas pernas, como se estivessem a mendigar atenção e aplausos. Cenas de sonhos. Sonhos de crianças. Crianças eruditas. Erudição dos milagres caminhando entre nossos mais recônditos esconderijos multicoloridos de intenções e desejos. Só em sonho, só em vida.

 

Anchieta Antunes  -  Fevereiro/2016. 

 

  

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor