Sons da poesia - por Fernanda Comenda

Sons da poesia - por Fernanda Comenda

 

Sensação, som, eis que surgem dentro de mim,

palavras que se formam, ideias, pensamentos que nascem,

vidas que se desenvolvem, sonhos que se concretizam….

Sons de poesia, sons de amor e por vezes de dor….

 

Dor de pensar, dor de sentir para quê fingir,

que se é sempre feliz se a tristeza é também som,

melodia que se tornou em palavras, em harmonia

e para sempre se cristalizou na minha poesia!

 

Poesia em mim, em ti, envolta no universo que nos cria,

no universo que nos sustenta e nos  guia…

No universo que nos ama e nos contenta!

 

São sons, são palavras, ideias que me alentam,

Que alimentam a minha magia,

E que para todo o sempre se eternizam!

 

                                                          Maria Fernanda Comenda, in “Som de Poetas”, colectânea

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor