Tempo - por Leandro Campos Alves

Tempo - por Leandro Campos Alves

Algumas vezes recordamos o passado, e lembramos-nos de nossos amigos que lá ficaram, mas o que é o passado? Porque este tempo ficou para trás, o que é esse tempo? Saudades, lembranças ou apenas o Tempo.


TEMPO. 

Gostaria de ter o poder sobre o tempo,
tempo saudoso,
tempo virtuoso, 
mas cruelmente maldoso. 

Ah passado distante da vida real, 
presente indiscreto, 
e futuro incerto. 

Juventude perdida, 
num laço da vida, 
que me lembro da sua partida.

Ah tempo, Tempo, tempo...
Que na cronologia passa rápido demais,
e nos deixa apenas as lembranças, 
nelas as antigas esperanças. 

Hoje homem, mulher ou criança, 
para nós ontem o tempo passou, 
em seu rastro ele nem nos saudou. 
Deixando um gosto da vida, 
vivida, 
porém mal curtida.

Ah tempo que não se tem controle,
carrasco dos homens. 
Ao passar por nós,
deixa-nos a melancolia saudosa da nossa juventude. 
Com a lembrança dos nossos amigos, 
que certamente mais que amigos, irmãos, 
companheiros e amores de nossa vida. 
Que um dia fizeram parte de nós,
mas que esse tempo algoz, 
decepou-nos, 
amordaçou-nos, 
enterrou em nossas próprias lembranças. 
Nossos juramentos de amizades eternas, 
feitas ainda quando crianças. 

Ah tempo impetuoso.
Em seu caminho segue ceifando suas vitimas, 
sem olhar para trás,
deixando o seu sinal tubuloso, 
e marcas nas suas frontes, 
dos obstáculos da idade, 
que não somos capazes de transpô-los, 
deixando-nos sequelas. 
Das saudades talvez, 
ou do passado outra vez... 

Ah tempo... Tempo... Tempo...

 Autor Leandro Campos Alves

 

https://www.facebook.com/escritorleandroalves

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor