Ter ou Ser? Eis a razão! - por Wilson Rodrigues Sylvah

Ter ou Ser? Eis a razão! -  por Wilson Rodrigues Sylvah

"Ter ou Ser? Eis a razão!

  Talvez seja a minha maior  dificuldade enquanto peregrino...
Contundente, mas verdadeira.
Desejo o melhor desse mundo enquanto vivo e o melhor do outro mundo quando desencarnar.

Desejo que as pessoas com quem convivo, sejam melhores... 

Melhores amigos ou amigas, melhores sócios, melhores amantes, melhores ouvintes, melhores confidentes, melhores filhos, melhores patrões, melhores pais, melhores empregados, melhores em tudo...

E quando isso não vem de encontro com o que penso? Com o que desejo, com o que espero, passo de um simples observador à vítima... Vítima dos preconceitos humanos, vítima das mazelas do homem e do mundo imundo...

Então, percebo que, pensando e olhando para dentro do eu incógnito e indecifrável "Ser Humano" vejo o quanto egoísta sou, pois esse desejo impugnável de possuir tudo, acabo entregando a alma para o mal...

 É aqui dentro de minha mente, alma e coração, que consigo afinal, enxergar o quanto preciso evoluir como ser humano e como filho de Deus...

Jamais aceitar o pecado, porém, não subjugar o pecador, pois assim quanto eu os seres humanos precisam evoluir... Cada dia, cada hora, cada minuto, cada segundo...

Queremos avaliar as pessoas com quem convivemos ou percebemos...

Se desejo evoluir como ser humano ou criatura divina,  tornasse primordial fazermos essa irrefutável viagem para dentro do nosso espectro humano e espectro divino...

O experimento mundano adoece em contagem regressiva para o caos... Pois, o mais importante para o homem é o
'ter e não ser...'

Crescemos como dominadores e desperdiçamos nossa vida correndo atrás do vento, do falível,  pois tudo o que imaginamos e queremos verdadeiramente é sermos felizes...

 Fomos capazes de viajarmos e explorarmos a lua e descobrirmos outras galáxias e ao mesmo tempo, somos incapazes de fazermos uma pequena visita em nosso recôndito interior, pois creio que é lá, que estão enterrados ou guardados os maiores e melhores tesouros, que nossa vã filosofia rotulou como ouro... 

Somente seremos melhores em tudo, não quando entendermos  os seres humanos, mas sim, a nós mesmos... Essa é a grande cura...

E se não der tempo? Não tem nenhum problema... O tempo se encarrega em colocar todas as coisas em seus devidos lugares... Basta tão somente, nessa construção ou reconstrução do melhor eu, ser o meu melhor mundo, onde a vida tenha prazer em permanecer eternamente...
Assim diz o pregador; vaidade de vaidade, tudo é vaidade!


Autor: Wilson Sylvah®

http://www.wilsonsylvah.com.br

 


 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor