Tratativas do Medo - por Juvenil Tomás

Tratativas do Medo - por Juvenil Tomás

TRATATIVAS DO MEDO

 

     Muitos livros, muitas leituras e crescente aprendizado, no entanto algumas coisas que já vimos e lemos várias vezes só são processadas em um momento específico. Em muitos livros que li e escrevi é tratada a questão do medo. Mas nada foi mais claro para mim como uma simples conversa com um amigo, quando falávamos do assunto e ele não poderia ter sido mais claro e enfático: - Cara, essa porra de medo é que detona a vida de muita gente. Já tive esse problema, quanto mais medo temos, mais motivos aparecem para nos amedrontar. Agora decidi não ter mais medo de porra nenhuma. Eu vivo a vida, se surgirem problemas eu resolvo, mas não fico amedrontado por antecedência.

     Sábia decisão. Não é possível resolver um problema no futuro, somente no agora. Às vezes é possível tomar providencias agora para evitar um eventual problema no futuro. Caso isso seja possível é prudente agir. Mas caso isso não seja possível e o aventado problema é somente uma remota possibilidade sobre a qual você não controle, não vale a pena ficar paralisado de medo esperando que ele aconteça. Se ele acontecer resolva-o no momento certo, ou seja, no agora, no momento que ele acontecer.

     E quando você deixar de temer, os terríveis motivos que tanto lhe amedrontavam evaporarão como fumaça, pois você não dá mais atenção a eles, eles deixam de ter importância, o SAR – sistema de ativação reticular do cérebro – não os selecionará mais como importantes para sua apreciação.

     Quantas vezes o medo nos trava de tomarmos alguma decisão, ficamos analisando e reanalisando eternamente sem conseguir agir. Ficamos tentando saber com antecedência como as pessoas vão reagir à nossa ação. Muitas vezes é simplesmente a diferença entre um sim e um não. Pense o seguinte: - O não eu já tenho, se não agir fico nele. Se agir posso ter o sim, ou na pior das hipóteses permaneço no não, que já me pertence, nada além disso.

     Logicamente estamos falando de ações sensatas e que não trazem prejuízo ou desconforto a ninguém. Após analisadas todas estas nuances e na hipótese da permanência da trava, há um último recurso de emergência que poderá ser eventualmente utilizado. Trata-se de uma tecla que temos na nuca, chamada KSF (KiSiFoda), esta tecla produz o efeito de um chute no traseiro e libera a ação. Simplesmente não nos é possível prever e saber todos os desdobramentos possíveis de uma ação ou a falta dela, portanto não é produtivo ficarmos tentando consegui-lo, simplesmente não podemos, não faz parte de nossas habilidades.

 

Luz para todos!

Juvenil Tomás

 


Onde encontrar os LIVROS

Coluna - Blog Divulga Escritor

Entrevista - Blog Divulga Escritor

 

juveniltomas@gmail.com

http://juveniltomas.blogspot.com.br/

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor