Tua Geografia - por Daniela Gebelucha

Tua Geografia - por Daniela Gebelucha

Tua Geografia

 

Óh! Como gosto de estudar

A Geografia do teu corpo!

Sentir cada declinação,

Desenhar cada escopo!

 

Mapear cada detalhe:

Entre montanhas rochosas

E campos de mata densa

E observar a temperatura que se condensa!

 

Buscaria um oásis pra saciar a minha sede

Nos planaltos e colinas,

Sentir o clima...

Há quem diga que vive sem a água do oásis...

Eu digo que alguém até possa viver, mas eu não!

Gosto do cerrado, amo o sertão!

 

E digo também:

Óh! Águas do oásis!

Sacie minha sede!

Banhe-se ao relento!

Sinto-te espalhada em meu corpo ao vento!

 

És a fertilidade do sertão

Entre produção e reprodução

Banhar-se nessas águas então,

Ora desejo de sede

Ora ostentação!

 

Sinto-a aqui na minha boca

Refrescando meu ser...

Ser inquieto, sedento...

A te querer!

É a sede que me envolve,

Que me rende

Que me escraviza...

Que me comove!

 

Queria sentir a energia do oásis...

É ele que almejo

Pra saciar essa sede

Pra saciar esse desejo

Desejo que fadiga meu corpo,

Que se humilha no sertão...

E ao ver-te tão longe chega maltratar o coração!

 

Queria saciar minha sede

Na aurora desse dia,

Antes que o amanhecer raiasse

Na avenida

Sofrida

Da minha vida!

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor