Uiara Melo - Colunista

Uiara Melo - Colunista

Foto: Alle Tavares

Nome       Uiara Rosiene Melo ( Uiara Melo)

Cidade        Macaé - RJ 

País               Brasil

Livros publicados: 

As várias fases de um amor (2008)/ Zafhira- quando o amor acontece (2015)/ Sem Sombra-será tudo verdade (2016)/ Marina no faz de conta (livro infantil com lançamento para Outubro de 2016).

Tema do conteúdo que escreve

Literatura contemporânea brasileira

Contatos:

www.ensaioparaumromance.com.br

Fanpage: www.facebook.com/uiarameloautora

Blog EAF Literário: http://eafliterario.blogspot.com.br/

Email: uiarameloautora@gmail.com

Pequena Biografia      

Aos 33 anos Uiara Melo é professora, pós-graduada em pedagogia empresarial, escritora, contista, romancista e poetisa. Administradora da empresa Essencial Tutoria e Consultoria Educacional e também da Essencial Consultoria Litteris. Uiara gosta de desafios! Residente em Macaé – RJ, publicou em 2008 a obra “As várias fases de um amor” (Livro de poesias), participou de vários concursos literários, tendo em seu currículo alguns textos publicados nas seguintes obras: Antologias de Poetas Brasileiros Contemporâneos(CBJE), volumes 39 com a poesia “Você”, 40 “Falta”, 41 “Má Companhia”, 131 “ Amor de Infância”; Contos de quem passa, de quem entra, de quem sai (CBJE)- Edição Especial “Maré baixa”; Eldorado Coletânea de Poemas, Crônicas e Contos 2008(SP), com a poesia “Paixão Avassaladora”; Coletânea a Caminho do Sol com o conto “Lilás”. Lançou em 2015 o romance-drama “Zafhira – Quando o amor acontece”, e seu mais recente trabalho é o “Sem Sombra - será tudo verdade?”, o universo literário é a sua paixão. Acadêmica na ALUBRA (Academia Luminescência Brasileira Ciências, Letras e Artes) ocupante da cadeira 144. E por sua dedicação a literatura e a educação, recebeu o Troféu Cecilia Meirelles 2016 na categoria Mulheres Notáveis em Itabira- MG. Organizadora e fundadora do Encontro de autores fluminense e convidados 1ª edição.

 

 

 

Uiara Melo - Colunista

Imaginar, criar e viver - por Uiara Melo

Imaginar, criar e viver Por Uiara Melo Macaé, 17 de novembro 2016   Três dos mais variáveis itens necessários para um escritor são: Imaginar; Criar e Viver. Muitas das vezes um adulto com essas habilidades, pode ter sido uma criança feliz. As séries iniciais são de extrema importância para...

Má Companhia - por Uiara Melo

MÁ COMPANHIA (publicado no livro “As várias fases de um amor” 2008)   Hoje correndo pelos campos dos Girassóis, ao longe te vi. Tu estavas perfeito. Senti um grande desejo. Quero ver-te esta noite, nem que seja só por um instante. Quero tocar em tua pele, que me faz arder em chamas. Quero...

O pandemônio na literatura brasileira contemporânea - por Uiara Melo

O pandemônio na literatura brasileira contemporânea.   Caros colegas escritores e leitores, vamos ser francos uns com os outros. Pelo andar da carruagem, no próximo desfiladeiro cairemos todos. A qualidade da literatura brasileira está no mesmo patamar da política, e da administração...

O coração ainda pulsa, então, ainda há esperança - por Uiara Melo

O coração ainda pulsa, então, ainda há esperança Macaé, 30/07/2016   Eu estava há algum tempo pensando no quê escrever que fosse bom, significativo e de utilidade pública. O AMOR é de utilidade pública e, por isso irei falar dele aqui em vários aspectos. Observando os “posts” nas redes...

Me viro do avesso - por Uiara Melo

Me viro do avesso   Como a mesma intensidade que me beijas, é a mesma que as vezes tenho vontade de lhe dar uns sopapos.   Tu me enlouqueces, Me tira dos eixos. Me usa e me abusa com muito manejo.   Oras vida, que penas sofridas de mim, Que me viro do avesso para compreender o...

Salto 15 - por Uiara Melo

Salto 15 Meus pés cansados, meus dedos calejados insistem em manter a pose  em cima do Salto 15. Mesmo diante da dor, do sofrimento, das calçadas irregulares, das poças d'agua, eles caminham fielmente, cúmplices de cada trocado. Passo dia a dia projetando no Salto 15 a oportunidade de uma...

E se amãnha fosse o seu último dia? - por Uiara Melo

E se amanhã fosse o seu último dia? Uiara Melo     Natália acreditava que viveria para sempre, mas desde a semana passada passou a sentir incômodos contínuos em seu ventre. Para ela, as dores seriam normais, já que sempre as sentia como anúncio antecipado da pior semana do mês. Mas dessa...

O pior texto do mundo - por Uiara Melo

O pior texto do mundo   Era uma vez uma linda jovem chamada Angélica. Ela sonhava viver e ganhar a vida em uma grande cidade. Mas ela tinha que se contentar em morar com os pais em uma pequena casa no vilarejo de Jurubatiba. Ela não aguentava a rotina de todos os dias pela manhã, ordenhar as...

Reflexão do Dia - por Uiara Melo

Reflexão do Dia   Olá leitores tudo bem? Nesses últimos anos de atividade no segmento literário, nunca vi tantos “confusos” e “por quês” sem respostas. São muitos querendo a fórmula perfeita, a dica certa. São tantos loucos que, eu também dentro, desse devaneio, me senti envolvida pela loucura...

Falando um pouco de mim e projetos - por Uiara Melo

Falando um pouco de mim e projetos Macaé, 30 de abril de 2016                   Caros colegas e leitores,                 Quero agradecer pelas...

Me viro do avesso - por Uiara Melo

Me viro do avesso   Como a mesma intensidade que me beijas, é a mesma que as vezes tenho vontade de lhe dar uns sopapos.   Tu me enlouqueces, Me tira dos eixos. Me usa e me abusa com muito manejo.   Oras vida, que penas sofridas de mim, Que me viro do avesso para compreender o...

Quem disse que seria fácil - por Uiara Melo

Quem disse que seria fácil?   Em momentos de trancos e barrancos, vivemos em um ciclo tenso, cheio de energias menos amores, de muitos “quereres” e nenhum “doares ou fazeres”. A crise é um círculo vicioso, atinge qualquer setor, qualquer área; até porque, ninguém trabalha sozinho; nem mesmo...

Maré Baixa - por Uiara Melo

Foto: Alle Tavares   Publicado na coletânea: Contos de quem passa, de quem entra e sai, 2015.   Maré Baixa Uiara Melo   O vento assoprava tão fino, que o mais desatento poderia afirmar ouvir um assobio. Naquela manhã o horizonte estava acinzentado, sem muito brilho. Claudia por...

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor