Um dia... acordei para morrer - por Noka

Um dia... acordei para morrer - por Noka

Um dia…acordei para morrer!

 

Foi nesse dia, em que apenas respirava e o coração batia, que eu acordei!

O meu olhar começou a contemplar a maravilha das formas e das cores. As melodias cantadas em tons serenos adocicavam, o meu acordar. Os aromas e os perfumes de tudo que me envolvia passavam a fazer parte de mim. Saber o sabor das coisas, foi uma aventura. E o toque! Como era bom tocar nos objectos, tê-los minha mão. Um mundo de descobertas incríveis estava à minha espera e eu apenas tinha acordado naquele dia…

Aprendi a falar, a andar, a escrever…

Descobri como são saudáveis as brincadeiras, aprendi a fazer amigos e a valorizá-los. Compreendi que o respeito e a partilha são fundamentais para viver e conviver.

Ensinaram-me que a vida é feita de números, que as palavras têm força, mas que as atitudes lhes andam a par.

Soube a importância do termo ‘responsabilidade’, dar valor ao que se tem e ter a capacidade de saber fazer escolhas…às vezes desacertadas, mas também aprendi que os erros são ensinamentos.

Percebi que há uma linha emaranhada que separa o preto do branco…o bem do mal…mas que vale sempre a pena desemaranhar.

Induziram-me ideias moldadas, mas deixaram-me experimentar e beber novos saberes para pensar diferente.

Compreendi que o amor tem várias formas e que cada uma ocupa um lugar especial no coração.

Amei, sofri, chorei e ri…e sorri! Acredito que tudo vai e volta…e por isso continuo a sorrir!

E foi nesse dia que acordei…para morrer!

Mas ainda não morri!

E é precisamente nesse dia que posso desenhar toda a minha vida! Posso fazer de cada segundo…um dia, um mês ou até mesmo um ano…seja o tempo mais corrido, ou mais sereno…

No fundo, cada momento é cheio de vontades, amores e amizades…de ambições, determinações e algumas ilusões…de afeição dada pelo coração e acarinhada pela razão…

Irei morrer? Sim, certamente…mas por enquanto vivo esse dia…como se realmente fosse único e exclusivo…uma edição limitada da vida, que jamais se volta a publicar!

E por isso posso dizer…eu sou Feliz, até mesmo quando a noite cair!

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor