Um pouco disso é bom - Por SILVA NETO

Um pouco disso é bom  - Por SILVA NETO

UM POUCO DISSO É BOM – Por SILVA NETO

 

Estrada longa pela frente, BR 232, destino Bezerros PE, mais precisamente, Serra Negra, onde o sítio se localiza. Feriadão que começou sexta feira, dia 13/07, e está terminando hoje, dia 16/07.

Foram três dias e meio, apenas, período longo e curto ao mesmo tempo. Longo porque não é sempre que temos um feriadão de quase quatro dias e curto, porque o que é bom, dura pouco. Apesar da viagem gostosa, em rodovia com trânsito leve, bonitas paisagens, a chegada, preparação do ambiente, recepções dos familiares e amigos, muito papo gostoso, comidas saborosas, vinhos e mais vinhos os dias passam depressa.    

Nós fazemos muito em tão pouco tempo! É uma carga rápida nas baterias imprescindível para continuarmos nossa vida habitual em equilíbrio. Fiquei quase que incomunicável com o mundo lá fora. Meu notebook ficou passando por um “backup”, só chegando ás minhas mãos hoje com a vinda de minha filha que o trouxe. Mesmo com o notebook, não daria para fazer o que queria pela atenção que devemos dar aos anfitriões que nos cercam. Pensava em escrever, varar a noite escrevendo e tomando vinho.

Cheguei só, no sítio, às 14h30mm da tarde de sexta feira. Precisava verificar o ambiente, rever e aproximar-me daquele casal de amigos há muito disperso. Mas, aceitei o convide de pronto. Estava precisando arejar as ideias. Minha esposa chegaria no dia seguinte com  meu filho, nora e neta, pois, tinha que dar aula de artesanato, na Sexta.

O sítio tem legumes, verduras, frutas, mandioca, inhame, leite de vaca e outras coisas mais. Os convidados prometeram trazer suas iguarias para mostrar, cada um, sua arte na cozinha. E trouxeram! Eu na cozinha sou um desastre. Só sei fritar ovos, fazer café, e quando torrar as panelas quando tendo esquentar algum alimento. Lembrei-me de minha esposa quando vi aquele pé de manga rosa, exuberante! Ele é a cara dela! hahahaha!

Visitei a adega do lugar, um porão escuro e úmido forrado de carvalho, próprio para curtir e envelhecer vinhos. Embora a temperatura lá fora esteja em torno de doze graus, aqui dentro está bem mais elevada por causa da umidade própria da argila. É uma adega de primeira. O vinho deve estar delicioso.

Levamos duas..., não, quatro garrafas para brindarmos à noite. Fase de lua cheia, céu estrelado, frio, bastante frio, ideal para o consumo de vinho no topo daquela montanha.

A noite se vai... Começa chegar o pessoal. Uma verdadeira festa de familiares e amigos. Tenho só um neto e uma neta de três e cinco anos. São os xodós do avô. É quando nós homens nos sentimos pais completos quando escutamos aqueles pequeninos nos chamarem para brincar: -”Vovô, me ensina isso?!” “Vamos brincar daquilo?!”... Como a gente se sente feliz!

Hoje chegou o último casal, minha filha e meu genro. Ela é linda! Tem apenas 23 anos. Casou este ano. Não tem filhos, ainda. É a filhinha do coração. Além de ser a mais nova dos filhos, é mulher. Muito carinhosa comigo!

No topo da serra é muito frio de madrugada! O cume fica a uns poucos metros daqui. Esta Serra tem 957 metros de altitude do nível do mar. No inverno as nuvens beijam a colina. Nas manhãs, lá de cima, quando a cerração desce aos vales, parece que estamos em um avião. Blocos de nuvens brancas lá embaixo enquanto acima um céu límpido de anil. Aqui, acolá, um rasgo entre nuvens deixando ver a paisagem esfumaçada nos vales à distância. É poesia pura para espíritos sensíveis como eu. Mas, o que é bom, dura pouco, como disse antes, o feriadão só tem quadro dias. Hoje à noite pegarei estrada de volta ao lugar comum. Amanhã, recomeçarei minhas atividades habituais“.

 

Valeu! Meus amigos.
          

Bezerros, PE 16/07/2012 15:00

 

e-mail: João.digicon@gmail.com

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor