Vaidade - por Noka

Vaidade - por Noka

Vaidade

 

Sonho que sou aquela, a escolhida,

Poetisa brilhante em diamante lapidado,

Nascem de mim poemas perfeitos da vida,

E desta minha poesia farei farto fado!

 

Sonho que encanto e regalo com primor

Aqueles que recebem esta minha herança

Mesmo as almas que suspiram grande dor

Recebem meus versos, como deliciosa esperança!

 

E assim sonho que sou plena de domínios

Soberana de saberes e de fascínios

Estrela rainha para além de qualquer constelação!

 

Além do que já sonho, vou sonhando mais alto

Acordo desta fantasia, desço do palco e salto

Para onde sou mais uma, no meio da multidão!

 

(homenagem a Florbela Espanca, inspirado no poema ‘Vaidade’)

 

Noka

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor