Valque Santos - por Eduardo Garcia

Valque Santos - por Eduardo Garcia

VALQUE SANTOS

 

Valque Ramos dos Santos, nascido em 25 de novembro de 1959.

Filho de Romildo Ramos dos Santos, in memoriam, e Djanilda Albino dos Santos. Pernambucano de Recife, atualmente reside em Jaboatão dos Guararapes.

É Conselheiro de Cultura e Políticas Públicas Municipais de Jaboatão dos Guararapes, representando a Academia de Artes Cidadã, membro da União Brasileira de Escritores — UBE - Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda – SPVO – e acadêmico na Academia de Letras de Jaboatão dos Guararapes – ALJG.

Participou da 2ª Conferência de Cultura do município de Jaboatão dos Guararapes/PE –

Ganhou o 3º lugar no 2º Prêmio Solano Trindade de Poesia afro-brasileira,  na mesma cidade, com a poesia “Sou negro e um pedaço da África”.

Participou do Fórum Promac, Programa de Atitude Cultural, do 1º Encontro das Academias de Letras das Microrregiões de PE, na cidade de Escada.

Recebeu o Prêmio Casimiro de Abreu na 1ª Lírica Literária Casimiro de Abreu, na cidade de Barra de São João, no RJ.

Além de publicações esparsas em jornais e revistas escreveu os seguintes livros:

 

Amizade & Poesias

Recife, 1982. Ed. do Autor.

Dez poemas d’um amor total.

Recife, 1983. Ed. do Autor.

Quatro poemas de rua.

Recife, 1985. Ed. do Autor.

Poemas, Contos e Crônicas Inesqueciveis, Antologia,

Recife, 2001. Novoestilo.

Joias da Literatura Brasileira.

Antologia, Recife, 2002. Novoestilo.

Além do olhar, Antologia,

São Paulo, 2014, Ed, Celes.

Além da Solidão

Olinda, 2014. Editora Babecco.

Bouquet de Desejos - Poesias Sensuais

Olinda, 2014. Editora Babecco.

Nunca Vou Esquecer de Lembrar de Você

Olinda, 2014. Editora Babecco.

 

Algumas das suas poesias:

 

POR SER EXATO

Já não escondo mais a pressa

De passar horas e horas

Sentado na areia

Olhando o mar.

Por ser exato

Não me importo mais com

A solidão

Nem de ver as estrelas

 

Caindo devagar.

Nem por quantas luas

Vou esperar o sol nascer.

O vento assanha meu pensamento

E tudo que sinto nesse instante

Em que as ondas vão e vem

Lavando a minha alma.

 

 

 

MINHA HISTÓRIA

 

Lendo o livro da minha vida

Folheando todas as páginas;

Regando como se fossem

O meu jardim.

Lendo os escritos

Ouvindo uma música suave

Vi meus desejos rasgados no papel.

Como fui ator

Por minha vida inteira

Sentindo o coração

Na tinta que sai da caneta.

Meus sonhos

Meus planos

Folheando o livro da minha vida

Vir-me obrigado a refazer

Toda a minha história.

Perdi as contas

Da mente em brasa

Das taças de vinho que bebi 

Vi amores

Meus valores

Foi preciso varrer a casa

Para cuidar mais de mim.

 

 

CARRUAGEM

 

Perdi o tempo.

Quanto tempo ainda tenho

Para ter você?

Andei pelas Ruas

Sem destino

Entre edifícios abandonados

Sem saber que horas são.

Recife estava deserta

Nem a lua

Quis ser testemunha

 

Valque Santos, trabalho incansável no campo das Letras, despontando como romancista onde ele encontrou-se, descobriu-se, publicou em setembro de 2014 o romance “Nunca Vou Esquecer de Lembrar de Você”.

Sei que outros vêm por aí, estão prontos para serem lançados e ofertados ao leitor.

Mais um expoente de Pernambuco no âmbito da Literatura, Confrade, amigo e colega da UBE (União Brasileira de Escritores) Núcleo Paulista, PE, Brasil.

 

Fonte de pesquisa, própria e do Autor

 

 

Texto e pesquisa

Luis Eduardo Garcia Aguiar

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor