Virtual - por Elair Cabral

Virtual - por Elair Cabral

 VIRTUAL

 

Numa imagem que te espero docemente

E também desapareces sem razão

E então fico a sonhar estranhamente

Com teus beijos delirando de paixão

 

Quem sabe, amor em teus sonhos, saudades

Não te bastam para o amor eternizar

Só um clic dá um basta nas vontades

E se apaga tanta fúria de te amar

 

Eu te espero com os desejos dos deuses,

E possamos aumentar em mil as vezes

Que  rolamos no tapete do carinho

 

Olho estrelas e as entendo com verdades,

Pois revelam a triste realidade

De que amar no virtual é triste espinho!

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor