Wina - Amor - por Francilangela Clarindo

Wina - Amor - por Francilangela Clarindo

Wina - Francilangela Clarindo

 
Sinopse:
 
Wina é uma mulher de 40 anos que se dispões a apresentar suas divagações por meio dos pensamentos que povoam sua mente. Através de temas específicos, apresenta ao leitor o que pensa da vida, das coisas, das pessoas, de si mesma.
 
À venda na Amazon
 

 

CAPÍTULO QUATRO

AMOR

 
O amor bate à parte não sabemos quando e nem onde. É interessante que nem mesmo sabemos se é ele que chegou. Simplesmente vamos vivendo e assimilando os acontecimentos.
 
Mas, sendo ou não o amor verdadeiro, tendenciamos a nos entregarmos de corpo e alma ao sentimento. É bom, até quando sofremos. Vem bem me dizer que não foi bom ficar com aquela raivinha do namorado quando não veio por um motivo ou outro e o encontrar no outro dia, com saudades e abraçar de um jeito, como se nunca o tivesse feito. É bom, muito bom.
 
O certo é que desconhecemos muito sobre o amor, que cura e maltrata, que alegra e entristece, que faz nascer e morrer.
 
Na verdade, a essência do amor é amar. 
 
Sim, amar. Não ficar feliz, não ter o outro a nossos pés, não fazer sofrer, mas amar, pura e simplesmente. Amar com todo o coração, sem nada querer em troca.
 
Mas, como confundimos nossos sentimentos, trocamos amor por ciúmes, possessão, desejo, paixão, medo, doação, pena e uma infinidade de sentimentos que pedem retorno. E, quando não o temos, sofremos, ficamos com raiva, arrancamos qualquer coisa para suprir nossa carência, queremos levar algo 
em troca do tempo dedicado ao outro ser, ao outro sentimento que confundimos com amor.
 
Se amamos verdadeiramente, vamos querer que o outro fique feliz, isto nos bastará. 
 
Não faremos exigências mirabolantes, não desejaremos presentes baratos ou caros, não pediremos atenção, não nos esforçaremos para sermos amados, correspondidos. O simples fato de amar já será o retorno merecido. Sem manobras.
 
Assim sendo muitos passam toda uma existência sem amar, sem conhecer este
sentimento puro e verdadeiro que o amor sente falta, que permite a um ser ser completado, ser extrapolado, ser continuado, ser maravilhado.
 
Talvez você só perceba que amou após ter passado o tempo, ou nunca note que alguém o amou verdadeiramente, mas, se chegares a ter esta experiência, saberás do que estou falando.
 
 
 
 
 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor