Bernadete Bruto - Colunista

Bernadete Bruto - Colunista

 

Bernadete Bruto é Natural de Recife, PE. É formada em Sociologia, analista de gestão do Metrô do Recife e atua também como poeta e declamadora, tendo três livros publicados. Suas poesias versam sobre a vida cotidiana, bem como, contem muitas reflexões existenciais, que são apresentadas numa abordagem psicossocial, sem perder, contudo, a simplicidade da forma de expressão,no desejo de atingir a todas as classes sociais. Em seus recitais, além da poesia, utiliza musicas e performances,compondo uma história,que traz alguma mensagem, no sentido de proporcionar momentos de reflexão e/ou pura diversão, uma vez que o propósito maior da autora é “falar aos corações” e deixar mensagens de alegria, esperança e fé na vida.Os recitais são realizados no local indicado pela pessoa e/ou empresa interessada.


E-mail: bernadete.bruto@gmail.com
Site: www.bernadetebruto.com

 

 

 

 

Janeiro 2014

Bernadete Bruto - Colunista

Apenas no Carnaval - por Bernadete Bruto

APENAS NO CARNAVAL     No carnaval As pessoas pegam suas fantasias Vestem-se ou despem-se na rua Numa euforia imensa Tão nua... Folia de alguns dias Que durante o ano Deixam suspensas... Sujeitas ao que entendem Como realidade crua Sem ver que o cotidiano Também tem suas quimeras Muitas...

Reunião de Mulheres - por Bernadete Bruto

As mulheres quando aconchegadas   Entrelaçadas na mais pura amizade   pelo que compartilham entre si   com total solidariedade   Na alegria distribuindo risos   E na tristeza aplacando a dor   é muita inteireza   Não há maior...

Gaitas no meu caminho - por Bernadete Bruto

Gaitas galegas Por todo o caminho Um som da alma saindo Pelos pés   Gaitas galegas No meu caminho Cantando para mim “é isso que tu és... ...não percebes ?”   Gaitas galegas Mostrando-me assim Apenas simples Leve, solta E alegre!   (PAGINA,  82  - LIVRO UM CORAÇÃO QUE...

Deixar Estar - por Bernadete Bruto

DEIXAR ESTAR   Deixo-me ficar neste mar Sem pensar Esse é meu som O sol devolve-me o tom E o céu amplo azul Ou noturno cheio de estrelas Aponta-me o caminho infinito O mistério do aqui E agora De não levar nada a sério E prosseguir!   (PAGINA,  40  - LIVRO UM...

Poema Virtual - por Bernadete Bruto

Meu poema virtual Deseja chegar a todos De uma só vez Exorcizar lamentos Desanuviar corações! Sem nenhuma filosofia Espalhar alegria Procura guarida no espaço virtual Pelo protocolo enviado, Se não sair errado... No seu momento Leia meus versos Apenas destinados A lançar um encanto A recordar... O...

<< 2 | 3 | 4 | 5 | 6

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor